Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Games no Lab: Ratos, furtividade, antibióticos e vacinas

por em 26/05/2020 | Nenhum comentário

Games no Lab: Ratos, furtividade, antibióticos e vacinas

Em meio a pandemia do coronavírus que estamos vivendo (e nesse momento acabo de “datar” o texto), muitos estão lembrando das aulas de história (ou vendo no Youtube mesmo) onde os professores nos ensinaram sobre outra pandemia que afligiu a humanidade durante a baixa Idade Média, a peste negra ou peste bubônica. E com esse tema em voga novamente, acabei jogando um game lançado no começo de 2019 e que dialoga muito com o que estamos vivendo, A Plague Tale: Innocence.

Leia mais...

Conto: O Réveillon na Paulista – Parte 2

por em 22/04/2020 | Nenhum comentário

Conto: O Réveillon na Paulista – Parte 2

Parte 1

Leonardo e Andréa estão se preparando para o primeiro Réveillon em São Paulo, após o casamento em Minas Gerais há apenas 2 meses. Ela está super ansiosa e agitada para o evento, afinal sempre teve vontade de participar desta festa, mas nunca tivera oportunidade. Já Leonardo não está tão animado assim. – Nunca gostei de lugares com muita aglomeração! – vivia dizendo para Andréa. Mas resolveu ceder e fazer a vontade de sua esposa.

Saíram lá do bairro da Vila Madalena por volta das 21h e resolveram ir de metrô. Em São Paulo essa é a maneira mais prudente de se locomover quando ocorrem eventos grandes como o Réveillon da Paulista..

No caminho, tudo foi tranquilo. Pegaram o metrô e o trecho até a estação mais próxima do evento não levaria mais do que 20 minutos. Foram conversando e aproveitando o clima de festa que já se instalava na cidade. Muitos que estavam no vagão, tinham o mesmo destino dos dois. Alguns passageiros, que voltavam do trabalho, faziam questão de criticar a festa, outros simplesmente não se importavam… Mas a grande maioria estava eufórica.

Leia mais...

Ascensão – um conto do Reino de Dreen

por em 11/03/2020 | Nenhum comentário

Ascensão – um conto do Reino de Dreen

(conto anterior)

Quase um ano após a carnificina em Coração Negro, Hamza andava pela floresta Estranha com a ordem dos Flamejantes ao lado de Olívia e Helena, e dois acólitos, Eduardo e Clóvis. Em breve, os dois seriam deslocados para compor a guarda da ordem. Ao contrário das demais escolas ou ordens mágicas, a ordem Branca não dispensa aqueles que não conseguem despertar completamente seu potencial. Os sensíveis a magia são treinados arduamente para dominar técnicas de combates se tornando guardiões ferozes e muito habilidosos.

Leia mais...
Modo Noturno