Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Fronteiras no Tempo #50 A Era Vargas parte 3: O Estado Novo (1937-1945)

por em 28/07/2020 | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo #50 A Era Vargas parte 3: O Estado Novo (1937-1945)

Chegamos ao episódio 50 do Fronteiras falando mais uma vez sobre a Era Vargas, especialmente sobre os anos do Estado Novo, momento de ditadura que durou de 1937 a 45. Após sete anos no poder Vargas deu um golpe, impôs uma nova constituição e passou a implantar uma série de reformas que já vinha desenhando nos anos anteriores. O projeto de Brasil criado durante essa fase do governo Vargas ainda hoje está presente na maneira como organizamos nossa indústria, o trabalho, como vemos nossa identidade nacional, em como pensamos as nossas relações políticas e em muitas outras áreas. Preparem-se, essa nossa quinquagésima viagem no tempo está repleta de momentos emocionantes e pontos para reflexão!

Neste episódio:

Descubra como Vargas deu o golpe e implantou a ditadura do Estado Novo, conheça quem o apoiava, os motivos alegados e como conseguiu se manter no poder. Reflita conosco sobre o caráter fascista do governo, buscando entender as relações deste com outros movimentos autoritários que coexistiram com ele naquele momento. Entenda o poder da propaganda política do governo e como isso se consolidou num projeto cultural para a nação, algo que se refletiu na música, nas artes e até mesmo na forma como enxergamos a nossa história. Compreenda a política varguista para o trabalho, na qual o trabalhador passou a ser considerado importante, porém, sem autonomia, devendo ser tutelado pelo Estado em diversos âmbitos. Entenda, por fim, as relações com os Estados Unidos, a participação na segunda guerra mundial e como isso ajudou a terminar com o regime e 1945 com o final do conflito. (spoiler: vamos precisar de mais episódios para terminar essa história toda).

 

Leia mais...

Fronteiras no Tempo: Historicidade #31 Ferrovia e Desenvolvimento na 1ª República

por em 14/07/2020 | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo: Historicidade #31 Ferrovia e Desenvolvimento na 1ª República

Em nossa memória coletiva o primeiro período republicano do país é lembrado de forma chapada, sem muitas cores e matizes, cuja vida econômica e a política se resume a simplificação da chamada fase do “café com leite”. Perguntamos: como podemos dar movimento, cor e vida a esse período pensando-o a partir do seu interior? As elites das outras regiões dos Estados Unidos do Brasil aceitaram de forma passiva ao crescimento dos paulistas? E como as ferrovias contribuíram nesse processo? Para responder essa e a outras perguntas recebemos o professor doutor Paulo Roberto de Oliveira (UFOP) no mês de aniversário de 6 anos do Fronteiras no Tempo.

Nesta entrevista:

Entenda como as elites de Goiás, um dos Estados com maior território no país do período, compôs suas alianças com os paulistas. Conheça quais eram as rivalidades e interesses que envolviam a tão cobiçada região central do Brasil e as disputas por hegemonia no mercado interno. Reflita sobre os processos históricos que contribuíram na construção do país nos dias de hoje e compreenda um pouco mais sobre o como se escreve a história.

Leia mais...

Fronteiras no Tempo: Historicidade #30 Joana D’Arc

por em 30/06/2020 | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo: Historicidade #30 Joana D’Arc

‘Eu nunca tive nada com Joana d’Arc, nós só nos encontramos pra passear no parque. Ela me falou dos seus dias de glória e do que não está escrito lá nos livros de história […]”, porém, nós aqui do Fronteiras no Tempo gostamos também de explicar para vocês o que os historiadores estão pesquisando sobre personagens como ela, que foi já retratada de diversas formas na literatura, cinema e, como no caso da citação inicial, em uma música. Personagem emblemática para história francesa, esta guerreira que virou santa tem uma trajetória que até hoje desperta curiosidade e paixões. Para nos levar nessa viagem, chamamos a professora doutora Flávia Amaral (UFVJM). Esta é uma longa história e que não terminou com a execução de Joana D’Arc. (aliás, não custa lembrar que “ontem eu nem a vi, sei que não tenho um álibi, mas eu, eu não matei Joana d’Arc”)

Neste episódio:

Entenda a importância de se conhecer a trajetória de Joana D’Arc e as diversas narrativas sobre ela que surgiram na literatura durante os séculos. Conheça o contexto em que ela viveu, especialmente a guerra dos cem anos, com os problemas na sucessão ao trono francês devido às disputas contra os ingleses. Surpreenda-se com as ações de guerra realizadas pela jovem Joana D’Arc, de onde ela alegava vir a inspiração para sua missão e, ainda, como e porque ela conseguiu convencer as pessoas a segui-la. Por fim, entenda quais valores e normas ela quebrou e que a levaram a ser condenada à morte. *Este episódio é patrocinado pelo CAMBLY

Leia mais...

A divulgação científica em história por meio de podcasts: possibilidades de educação histórica pela internet

por em 23/06/2020 | Nenhum comentário

A divulgação científica em história por meio de podcasts: possibilidades de educação histórica pela internet

Em 2017 o CA e o Beraba, usando seus nomes comuns de professores, César Agenor e Marcelo Silva, publicaram um capítulo no livro “Conexões: mídia, cultura e sociedade”, organizado por Hertez W. de Camargo e Renata M. Lara.

Quando escrevemos o texto já acumulávamos três anos fazendo o Fronteiras e ali fizemos as primeiras reflexões a respeito deste trabalho. Passados três anos, nossas reflexões avançaram, especialmente em considerações sobre a importância da relação entre ensino de história, divulgação científica e História Pública, mas acreditamos que este texto é ainda fundamental para que possam entender as nossas inquietações iniciais quando criamos e divulgamos o Fronteiras. Desde então, o podcast cresceu, entramos para o Portal Deviante em outubro de 2017 e isso impulsionou bastante nosso trabalho.

*Clique em leia mais para ter acesso ao capítulo do livro

Leia mais...

Fronteiras no Tempo #49 Independência dos EUA

por em 17/06/2020 | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo #49 Independência dos EUA

A independência da primeira colônia das Américas foi um dos fatos mais importantes da história moderna e nós aqui no Fronteiras não poderíamos deixar de tratar desse tema. O surgimento da nação estadunidense já nos foi narrada em inúmeras peças da cultura pop, filmes, desenhos animados, músicas… mas que história foi essa? Por que os homens da independência escreviam nos documentos liberty e não freedom? Quais foram as causas e as consequências desse movimento? Afinal, o que nós, os demais americanos, podemos aprender estudando a independência dos Estados Unidos? Para conversar sobre estas e outras questões, tivemos o prazer em receber nossos amigos Willian Spengler e Marcos Sorrilha, e foi no perfil do Instagram dele que encontramos essa citação para convidá-los a virem conosco em mais essa viagem.:“Não há nada melhor que possa merecer o seu apoio do que a promoção da ciência e da literatura. Em todos os países, o conhecimento é a base mais segura da felicidade pública” (George Washington, 1790)

Neste episódio

Entenda como se deu a colonização das regiões da América do Norte, como era o modelo de colonização britânico e quais comparações podemos fazer com os modelos ibéricos aplicados nas outras regiões americanas. Conheça quem eram os colonizadores, quais atividades desenvolviam, como sua religião influenciou no processo. Reflita conosco sobre as causas da independência, desde as várias guerras que a precederam até as ações do governo britânico que foram criando cada vez mais rusgas entre ingleses e americanos. Entenda como cresceram as ideias de liberdade e direitos entre os cidadãos das colônias e como este processo que os tornou americanos, fazendo da ideia de independência algo irrefutável. Por fim, conheça as nuances das guerras de independência e as dinâmicas políticas entre as ex-colônias para a criação da federação que hoje conhecemos como Estados Unidos da América.

*Este episódio é patrocinado pelo CAMBLY

Leia mais...

Fronteiras no Tempo: Historicidade #29 Ação Integralista Brasileira

por em 01/06/2020 | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo: Historicidade #29 Ação Integralista Brasileira

A Ação Integralista Brasileira (AIB) foi um movimento político organizado que teve seu ciclo de vida original na década de 30 do século XX. Em seu período original de existência teve penetração em diferentes camadas sociais da sociedade brasileira, tendo adesão de intelectuais de diferentes áreas do saber, clérigos, líderes de movimentos populares, militares, entre tantos outros. É justamente sobre a trajetória histórica desde movimento, incluindo suas releituras, que recebemos pela segunda vez o Prof. Dr. Rodrigo Chistofoletti.

Neste episódio:

Entenda quais eram as principais bandeiras políticas e sociais da AIB, quem foram os intelectuais e líderes políticos que participaram de sua formulação e agiram politicamente. Descubra as relações entre os membros da AIB com o Fascismo italiano e, também, com Getúlio Vargas e, sobretudo, surpreende-se com as releituras e reorganizações da AIB ao longo do século XX e entenda a trajetória da direita conservadora no Brasil até os nossos dias.

Leia mais...
Modo Noturno