Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Games no Lab: Monstros gigantes, hormônio do crescimento, Dwayne Johnson e cidades destruídas

por em 13/02/2020 | Nenhum comentário

Games no Lab: Monstros gigantes, hormônio do crescimento, Dwayne Johnson e cidades destruídas

Aproveitando que no ultimo texto falamos de um game para fliperama, que você pode conferir aqui, vamos usar as fichas que ainda ficaram em nossos bolsos e falar sobre mais um game que nasceu nos fliperamas. Monstros gigantes destruindo cidades sempre foram garantia de diversão para o público do cinema e TV, visto que até hoje temos novas versões e refilmagens dos dois maiores deles, King Kong e Godzilla. Porém, até perto do final dos anos 1980 não tínhamos visto algo desse tipo no mundo dos games. Foi então que a desenvolvedora Bally Midway lançou para os fliperamas, Rampage.

Leia mais...

Games no Lab: Arcades, fichas, átomos e forças intermoleculares

por em 06/12/2019 | Nenhum comentário

Games no Lab: Arcades, fichas, átomos e forças intermoleculares

No início dos anos 70 vimos o surgimento dos primeiros arcades (fliperamas como são mais conhecidos aqui), máquinas eletrônicas com games que utilizavam o que havia de mais moderno para criar gráficos até então inimagináveis, muito à frente do que os consoles domésticos podiam realizar. Como essas máquinas eram caras demais para o consumidor comum, surgiram as casas de jogos eletrônicos, lugares com várias máquinas que podiam ser jogadas através de fichas ou moedas. O que chegou até mesmo a ocasionar a falta de moedas em certo mercado estrangeiros, devido à febre pela jogatina.

Leia mais...

Games no Lab: Downgrades, varíola, loots e ataques terroristas

por em 15/10/2019 | Nenhum comentário

Games no Lab: Downgrades, varíola, loots e ataques terroristas

Em 2012 durante a E3, a Ubisoft revelou o game Watch Dogs com um gameplay espetacular, gráficos lindos e uma ambientação primorosa, porém quando o game saiu em 2014, vimos que as coisas não eram bem assim, o game tinha passado por um grande downgrade, ficando bem atrás do que foi apresentado em 2012. Então, foi com grande receio e desconfiança que o público viu a revelação de mais uma IP inédita da empresa em 2014, novamente na E3. The Division foi apresentado com um gameplay e gráficos espetaculares, porém quando lançado em 2016, o mesmo também passou por um downgrade, mas nem tanto como o visto em Watch Dogs. Passado todo o “alvoraço” em volta disso na época, o game se mostrou ser muito bom, com um forte apelo multiplayer e calçado em elementos de RPG, mesmo sendo um third person shooter. As vendas foram boas, o que garantiu uma sequência lançada no começo de 2019.

Leia mais...

Games no Lab: Espadas, demônios, alguns samurais, período Tokugawa e En Garde!

por em 20/09/2019 | Nenhum comentário

Games no Lab: Espadas, demônios, alguns samurais, período Tokugawa e En Garde!

Nos anos 90, apenas uma empresa conseguiu fazer frente à Capcom e seus games de luta, essa empresa era a SNK. Fundada em 1978 em Osaka, Japão, a empresa produziu games de diversos gêneros, mas foi com os games de luta que ela se consagrou. Art of Fighter, Fatal Fury e, aquele que introduziu o sistema de lutas entre times, The King of Fighters. Todos esses games são lembrados com muito carinho e jogados até hoje, seja nas versões mais antigas ou nas mais recentes. Porém no meio de tanta porradaria e extensos combos, um game diferente apareceu, Samurai Shodown. Ambientado no Japão feudal, tínhamos samurais, ninjas, sacerdotisas e demônios, personagens que, no lugar de socos e chutes, se enfrentavam com espadas, adagas e outras armas.

Leia mais...

Games no Lab: Acidentes nucleares, heróis da vida real, mutantes e Rússia sendo Rússia

por em 26/07/2019 | Nenhum comentário

Games no Lab: Acidentes nucleares, heróis da vida real, mutantes e Rússia sendo Rússia

Estava eu envolto em meus pensamentos, desenterrando games esquecidos que poderiam gerar um texto para esta coluna, quando, vendo todo o burburinho da internet sobre a nova série da HBO, Chernobyl, me lembrei de um game que usou esse acidente como pano de fundo para sua história e está prestes a ganhar uma sequência. Lançado em 2007 exclusivamente para PCs e desenvolvido pela GSC Game World, o game fez um relativo sucesso na época graças à propaganda boca a boca daqueles que o jogaram. Então, aproveitando o hype da série (Chernobyl), vamos conhecer um ótimo game com essa temática e aproveitaremos para entender um pouco sobre esse acidente e como ele ainda afeta a vidas de muitas pessoas e animais do local. Portanto pegue seu medidor Geiger e vamos juntos conhecer S.T.A.L.K.E.R.: Shadow of Chernobyl.

Leia mais...
Modo Noturno