Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Música e a semiótica do intangível

por em 22/12/2020 | Nenhum comentário

Música e a semiótica do intangível

A área de intersecção entre música e semiótica é um campo tão fértil quanto pantanoso. Fértil pois, obviamente, a música é uma das formas de expressão e comunicação mais atuantes na história da humanidade, e no dia a dia dos seres humanos individualmente. Pantanoso pois, com exceção das canções, que por definição contêm uma camada verbal capaz de expressar significado de forma clara e até óbvia, a música é frequentemente utilizada para expressar aquilo a que temos dificuldade de atribuir nome ou forma. Com suas diversas camadas de atuação – ritmo, melodia, harmonia, timbres, texturas, dinâmicas – interagindo constantemente entre si, muitas vezes se torna uma espécie de corda, ou laço, com a qual buscamos capturar e dar tangibilidade ao intangível.

Leia mais...

Pixinguinha: o codificador da música brasileira

por em 04/11/2020 | Nenhum comentário

Pixinguinha: o codificador da música brasileira

No início do Século XX, já pairava no ar algo que poderia ser entendido como “música brasileira”. Após toda a miscigenação cultural que havia ocorrido no Rio de Janeiro ao longo do Século XIX, a então capital do Brasil contava com um cenário musical extremamente fértil, repleto de novas ideias e de compositores dispostos a desenvolvê-las. Entre eles, se destacavam principalmente Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth. A nova música que surgia, no entanto, ainda era, em parte, mais vista como um grande amálgama de gêneros europeus e africanos do que como um gênero brasileiro em si. Carecia, portanto, de consolidação. E ela veio, quando o Brasil deu à luz Pixinguinha.

Leia mais...

O nascimento da música brasileira

por em 26/08/2020 | Nenhum comentário

O nascimento da música brasileira

Em um texto prévio aqui no portal, falei um pouco sobre o papel fundamental que os anos 1950 e 60 tiveram para a história da MPB. Em uma narrativa repleta de personagens, gravações e acontecimentos históricos, acabei destrinchando um pouco a enorme vocação para mistura, miscigenação e transgressão que a música brasileira por natureza carrega. E, no entanto, uma questão permanece: de onde teria surgido essa vocação? Em que ponto da história teria emergido uma combinação de sons mestiça o suficiente para se identificar como inegavelmente brasileira?

Leia mais...

Robert Johnson e a desconstrução do blues

por em 03/07/2020 | Nenhum comentário

Robert Johnson e a desconstrução do blues

Quando falamos sobre Robert Johnson, algumas imagens específicas vêm à mente. Lembramo-nos do bluesman oriundo do Mississippi, nos Estados Unidos, que, apenas com sua voz e violão, teria, em plenos anos 1930, realizado algumas das gravações musicais mais influentes de toda a História. Isso, é claro, porque ele teria contado com o auxílio de forças ocultas do além, como sugerido por algumas de suas letras, e como amplamente explorado na cultura pop.

Leia mais...

Quando a música e a aquisição de linguagem se encontram

por em 28/04/2020 | Nenhum comentário

Quando a música e a aquisição de linguagem se encontram

Em minha última contribuição para o Portal, falei um pouco a respeito do meu contato inicial com o trabalho de Stephen Krashen, linguista e pesquisador estadunidense que foi um dos pioneiros na proposição da hipótese da aquisição de linguagem. Com base em uma série de justificativas teóricas e empíricas, a proposta de Krashen gira em torno de uma premissa fundamental: a ideia de que todos adquirimos nossas línguas maternas da mesma forma, isto é, absorvendo e decodificando seus padrões por meses a fio, antes mesmo de tentarmos balbuciar nossas primeiras palavras.

Leia mais...
Modo Noturno