Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Fronteiras no Tempo: Historicidade #21 Relações étnico raciais e educação no Brasil

por em 28/05/2019 em Destaque, Fronteiras no Tempo, Notícias, Podcasts | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo: Historicidade #21 Relações étnico raciais e educação no Brasil

No nono episódio da segunda temporada do Historicidade, o programa de entrevista do Fronteiras no Tempo: um podcast de história, recebemos a professora doutora Ana Cristina J. Cruz (UFSCAR) para bater um papo sobre as relações étnico- raciais no Brasil e a educação.

Dentre as várias questões que circundam o tema, conversamos sobre os avanços trazidos pelas políticas afirmativas para as universidades públicas, as interpretações sobre as relações étnico-raciais, as maneiras como se estrutura e funciona o racismo no Brasil e, ainda, o papel que a educação tem para diminuí-lo, ou mesmo erradicá-lo. Também falamos sobre as investigações históricas da professora Ana Cruz a respeito da condição das mulheres e crianças negras expressas nos trabalhos do que ficou conhecido como “Projeto Unesco” sobre relações raciais, aplicado no Brasil entre os anos de 1950 e 1953.  Em suma, um excelente papo em que fica evidente a relevância da reflexão das relações étnico-raciais no Brasil e, mais, do quanto devemos respeitar e apoiar as políticas de promoção da igualdade racial por meio do acesso ao ensino público de qualidade. Confira agora esse episódio e mande seus comentários!

Arte da Capa

 


Publicidade

Ajude nosso projeto crescer cada vez mais. Seja nossa Madrinha ou Padrinho.

www.padrim.com.br/fronteirasnotempo 


Saiba mais da nossa convidada

 

 

 

 

 

 

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6736396213946663

Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (UFSCAR)

Crianças Infâncias (UFSCAR)

Contato: [email protected]

 


Produção

CRUZ, A. C. J.. O debate contemporâneo do antirracismo: implicações teóricas e políticas para a educação. REVISTA DE EDUCAÇÃO PUC-CAMPINAS, v. 21, p. 335, 2016.

CRUZ, ANA CRISTINA JUVENAL DA. PROTAGONISMO DO PENSAMENTO NEGRO NO BRASIL: O LUGAR DAS MULHERES E CRIANÇAS NEGRAS NO PROJETO UNESCO. EDUCAÇÃO EM REVISTA (ONLINE), v. 34, p. 1-29, 2018.

Programa ClickCiência UFSCar: Pesquisas da UFSCar analisam relações étnico-raciais na educação

https://youtu.be/yGVWdNdfhN8


Expediente 

Arte da vitrineAugusto CarvalhoEdição:  Talk’nCastRoteiro e apresentação:  Beraba


Redes Sociais

TwitterFacebookYoutubeSPOTIFY


Contato

WhatsApp: 13 99204-0533

E-mail: [email protected]


Madrinhas e Padrinhos

Alexandre Strapação Guedes Vianna, Alexsandro de Souza Junior, Anderson O Garcia, Andre Trapani Costa Possignolo, Andréa Silva, Andressa Marcelino Cardoso, Artur Henrique de Andrade Cornejo, Caio César Damasceno da Silva, Caio Sérgio Damasceno da Silva, Carlos Alberto de Souza Palmezani, Carlos Alberto Jr., Carolina Pereira Lyon, Cláudia Bovo,  Eani Marculino de Moura, Eduardo Saavedra Losada Lopes, Ettore Riter, Felipe Augusto Roza, Felipe Sousa Santana, Flavio Henrique dias Saldanha, Henry Schaefer, Iago Mardones, Iara Grisi Souza E Silva, João Gentil De Galiza, Jonatas Pinto Lima, José Carlos dos Santos, Leticia Duarte Hartmann, Manuel Macias, Marcos Sorrilha, Mayara Araujo dos Reis, Moises Antiqueira, Paulo Henrique de Nunzio, Rafael Alves de Oliveira, Rafael Machado Saldanha, Raphael Almeida, Raphael Bruno Silva Oliveira, Renata Sanches, Rodrigo Vieira Pimentel, Sr. Pinto, Wagner de Andrade Alves, Willian Scaquett, Willian Spengler e aos 2 Padrinhos anônimos

Modo Noturno