Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

MeiaLuaCast #221: Fallout e suas Vaults

por em 22/11/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #221: Fallout e suas Vaults

No universo de Fallout, uma “Vault”é um tipo de instalação subterrânea, inicialmente idealizada pela Corporação Vault-Tec e construída em colaboração com a RobCo Industries. Oficialmente foram desenhadas para oferecer abrigos subterrâneos para milhares de cidadãos em caso de um evento nuclear. Contudo, na realidade, vários experimentos de ética duvidosa foram orquestrados pelo Governo dos Estados Unidos nestas instalações. O MeiaLuaCast dessa semana conversa sobre as Vaults mais marcantes na opinião dos participantes do episódio

Leia mais...

MeiaLuaCast #220: Metroidvania

por em 15/11/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #220: Metroidvania

Em 1986 foram lançados para o NES os primeiros títulos de franquias de jogos que se tornariam cultuadas por jogadores do mundo inteiro: Metroid e Castlevania.

Essas séries tiveram bons inícios, com grande aceitação de público e crítica, mas foi no meio da década de 1990 que ambas se estabeleceram e juntas definiram um gênero de jogo completamente novo: o Metroidvania.

Em 1994 foi lançado Super Metroid, que firmou a ambientação e atmosfera de seus antecessores e estabeleceu as pedras fundamentais de exploração, sistema de bloqueio de áreas e navegação, além de permitir que os mais experiêntes quebrassem a sequencia tradicional do jogo.

Já em 1997, em Castlevania: Symphony of the Night haveria a sedimentação do estilo Metroidvania, com a inclusão de elementos de evolução de personagem nos moldes de RPG e o aprimoramento do conceito de exploração e do fator replay.

Nete programa conversamos sobre como esses dois jogos influenciaram diversos títulos nos anos seguintes e quais influências e mudanças os jogos mais novos trouxeram para aprimorar e subverter o estilo.

Leia mais...

MeiaLuaCast #219: Full Motion Video e Visual Novel

por em 08/11/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #219: Full Motion Video e Visual Novel

Para contar estórias, os desenvolvedores optam por diversos formatos de jogos, alguns deixam no contexto dos cenários as chaves para se compreender o mundo criado, mas há a opção de utilizar grandes quantidades de textos e conversas e até mesmo inserir filmes com atores reais no processo.

Expandindo a idéia dos jogos em texto dos primórdios dos video games, a inserção de imagens estáticas e as vezes levemente animadas trouxeram os livros ilustrados para a mídia digital.

E ao trazer os seriados de TV para dentro dos videogames surgiram títulos que misturavam filmagens com gráficos renderizados, o estilo conhecido como FMV.

Conversamos sobre como esses estilos são e como eles se misturam para trazer ao jogador algumas experiências peculiares.

Leia mais...

MeiaLuaCast #218: A Evolução dos Jogos de Luta

por em 02/11/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #218: A Evolução dos Jogos de Luta

Nos anos 1990 os jogos de luta eram os grandes responsáveis por fazer milhares de jovens gastarem tempo e fichas nos arcades.

Com o passar do tempo esses jogos sofreram na disputa de outros estilos, perdendo muito de seu espaço e prestígio.

Diversas franquias foram esquecidas, muitas arriscaram grandes mudanças, algumas se mantiveram relevantes.

Conversamos sobre as evoluções que os jogos de luta sofreram para se adaptar aos novos tempos, agradar seus fãs mantendo características importantes que garantiam sua identidade e evoluiram para melhorar a competitividade e acessibilidade.

Leia mais...

Games no Lab: Partículas cronons, máquinas do tempo, física quântica e cientistas excêntricos

por em 01/11/2018 | Nenhum comentário

Games no Lab: Partículas cronons, máquinas do tempo, física quântica e cientistas excêntricos

No começo de 2016, a Remedy Entertainment produtora de Max Payne e Alan Wake anunciou que o desenvolvimento de seu game mais ambicioso até então havia chegado ao fim, Quantum Break seria lançado em abril do mesmo ano com exclusividade para as plataformas da Microsoft (Xbox One e PC). O game é um shooter em terceira pessoa com algumas sessões de plataforma, quando foi lançado chamou a atenção por ser um projeto transmídia com nomes de peso de Hollywood e por contar com a orientação de um físico teórico na construção de sua trama baseada em viagens no tempo. Então não perca tempo, dê um stop no que esta fazendo e consiga uns minutos, pois vamos conhecer os conceitos científicos usados em Quantum Break.

Leia mais...
Modo Noturno