Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Tetrodotoxina, golfinhos e a realidade

por em 06/04/2022 | Nenhum comentário

Tetrodotoxina, golfinhos e a realidade

A realidade é triste, ou melhor, frustrante. Sim, meu caro leitor, eu sei que você pode ser um pessimista ou um otimista, mas a realidade é implacável. Temos sempre aquele viés de acreditar que depois de uma sequência de ocasiões ou acontecimentos ruins, inevitavelmente teremos uma coisa boa, uma espécie de “depois da tempestade, sempre vem a bonança”, como se alguém em algum momento da nossa existência vivente tivesse prometido isso. A verdade mesmo é que as coisas podem continuar dando errado e não há nada que possamos fazer que influencie nesse processo. Mas acreditar que há uma luz no fim deste túnel, talvez seja o que chamamos de “esperança”, que é um sentimento fundamental para nós humanos suportarmos esse processo longo e doloroso chamado de vida.

Muitas vezes a vida é desagradável conosco, faz parte do jogo. Entretanto, lidar com esse desagrado pode ser opcional se temos ferramentas que nos tirem da vivência por algum tempo, enquanto tentamos buscar dentro de nós mesmos as respostas que precisamos. Uma dessas ferramentas são as drogas. Como é apresentado por Sigmund Freud em seu livro “O mal-estar na cultura”:

a vida, tal qual nos é imposta, é muito árdua para nós, nos traz muitas dores, desilusões e tarefas insolúveis. Para suportá-la não podemos prescindir de lenitivos [que podem ser] distrações poderosas que nos façam desdenhar de nossa miséria, satisfações substitutivas que a amenizem e entorpecentes que nos tornem insensíveis a ela.

Mas julgar as drogas como apenas uma passagem para outro local em que os problemas não chegam é uma falácia. As drogas também podem trazer prazer e conexão interior, afinal, se levarmos a definição clássica de que drogas são substâncias que alteram um estado basal de um organismo, quantos não conhecem pessoas que “funcionam” apenas sob efeito de café ou outros estimulantes?  O estigma cultura carregado pela palavra “droga” precisa ser debatido, pois existem recortes sociais profundos que surgem deste tipo de debate que há muito tempo necessitam de exposição frente à sociedade.

Leia mais...

Juridicando: os impactos do rol da ANS na vida dos pacientes

por em 04/04/2022 | Nenhum comentário

Juridicando: os impactos do rol da ANS na vida dos pacientes

Texto de Túlio Tonheiro

Todo dia 2 de abril comemoramos o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Em razão disso, eu pedi ao pessoal aqui do portal Deviante para conversar com vocês um pouco sobre um assunto de interesse dessa parcela da população, que é a limitação de coberturas de procedimentos e tratamentos por planos de saúde frente ao rol editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS.

Leia mais...

Olímpiadas de Matemática, por que deveríamos incentivar mais nossos alunos?

por em 01/04/2022 | Nenhum comentário

Olímpiadas de Matemática, por que deveríamos incentivar mais nossos alunos?

Olá, amigos Deviantes desse mundo muito louco, bom dia, boa tarde ou boa noite. Espero que todos estejam bem! Acredito que o ano de 2022 será grandioso para todos.

Nesse texto eu gostaria de falar um pouco sobre as olimpíadas de matemática e a importância que podem trazer para o nosso país. Olimpíada logo remete a competição e medalhas, mas existe muito mais por trás desse senso comum.

Os alunos que participam transcendem os ensinos “tradicionais” da sala de aula e entram por uma porta para uma matemática lúdica e que pode ser aplicada em problemas reais.

Participar de olimpíadas exige que os alunos mostrem comprometimento e tornem o estudar em algo prazeroso e divertido. Se pensarmos em qualquer modalidade esportiva, podemos imaginar que o atleta está ali porque gosta, e não por pura obrigação.

Leia mais...

Games no Lab: Pirâmides, gerenciamento de cidades, irrigação e Capital Inicial

por em 30/03/2022 | Nenhum comentário

Games no Lab: Pirâmides, gerenciamento de cidades, irrigação e Capital Inicial

Certos gêneros de games muitas vezes ficam restritos à certas plataformas, é o caso dos simuladores de construção e gerenciamento de cidades, vistos em sua imensa maioria apenas no PC. E quando falamos de construção e gerenciamento de cidades nos games, o que primeiro nos vem à cabeça é SimCity. Criado por Will Wright, com seu primeiro título em 1989, o game fez um enorme sucesso, o que garantiu várias sequencias e alguns spin-offs (The Sims foi um deles). 

Leia mais...

Educação pública: entenda porque a escola faz sentido para quem gosta de ciência e democracia

por em 28/03/2022 | Nenhum comentário

Educação pública: entenda porque a escola faz sentido para quem gosta de ciência e democracia

A educação pública, mais próxima do que podemos pensar nos termos da atualidade, surgiu num contexto revolucionário, na França do século XVIII. Foi naquele momento de otimismo iluminista que algumas pessoas decidiram viver sob uma nova organização política e projetaram-na para o futuro das novas gerações. Os franceses, ao proclamarem a república democrática, também fizeram grandes apostas. Apostaram, por exemplo, que o esclarecimento de um povo pudesse garantir melhor qualidade para sua convivência em âmbito público.

Leia mais...
Modo Noturno