Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Beleza da onde? – Parte 1

por em 19/01/2021 | Nenhum comentário

Beleza da onde? – Parte 1

Acredito que em algum momento nos perguntamos por que as coisas são o que são, ou se são mesmo aquilo que aparentam, por que achamos que algo é belo e o outro não, por que dizemos que algo é arte enquanto o outro discorda da mesma sentença. Talvez essas questões não sejam o prato principal do cotidiano, porém é um tópico discutido pela humanidade desde os primórdios da cultura, tópico esse que ainda se encontra em aberto. Apesar de tudo, ainda continuamos nos aventurando por esses questionamentos.

Leia mais...

O Renascimento do Harlem: Música, Literatura e empoderamento negro (Parte 2)

por em 18/01/2021 | Nenhum comentário

O Renascimento do Harlem: Música, Literatura e empoderamento negro (Parte 2)

Na parte 1 desse texto, discorri sobre as principais características desse movimento político-cultural da década de 20, que tanto tem a nos ensinar até hoje. O Renascimento do Harlem contou com a participação de escritores, músicos e diversos intelectuais e artistas espalhados pelo globo, para além do famoso Cotton Club, principal clube de jazz de Harlem, Nova Iorque.

Leia mais...

Bilionários: uma reflexão sobre o acúmulo de capital

por em 13/01/2021 | Nenhum comentário

Bilionários: uma reflexão sobre o acúmulo de capital

Em 1987, o número de bilionários era em torno de 150 em todo o mundo e eles detinham uma fortuna de U$ 300 bilhões. Hoje, só no Brasil, temos 238 bilionários com uma fortuna equivalente ao PIB do Chile (U$ 298,2 bilhões). Em 2019, a Forbes registrou pelo menos 2.153 bilionários em todo o mundo. Se todos os bilionários do mundo juntos fossem um país, seriam o 8º mais rico do mundo. Os bilionários são figuras que geram discussões, admiração e/ou revolta por parte da população mundial. Essas pessoas são a materialização do que o acúmulo de capital é capaz, transformando-os em um símbolo de desigualdade e de um sistema capitalista viciado. Quando falamos sobre dinheiro e poder aquisitivo, as coisas são um pouco diferente para os bilionários. Se compararmos um bilionário a uma pessoa que ganha entre dois e seis salários mínimos, uma viagem de jatinho particular é como uma passagem de ônibus ou metrô/trem; um carro extremamente luxuoso é como comprar um carrinho de controle remoto; e uma ilha particular é como dar entrada em uma casa com dois ou três quartos. É claro que alguns desses bilionários conquistaram sua fortuna inventando coisas que mudaram a nossa vida e o mundo. Portanto, essas pessoas são boas ou ruins para o mundo?

Leia mais...
Modo Noturno