Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Fronteiras no Tempo #56 A Era Vargas parte 4: o fim do Estado Novo e a redemocratização

por em 04/05/2021 em Destaque, Fronteiras no Tempo | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo #56 A Era Vargas parte 4: o fim do Estado Novo e a redemocratização

O Fronteiras no Tempo volta a contar mais um capítulo da chamada Era Vargas: agora vamos falar sobre a redemocratização após o final da ditadura do Estado Novo. Com um mundo em transformação após a Segunda Guerra Mundial, restavam a Vargas poucas alternativas para se manter no poder, ainda mais tendo em conta o crescimento dos grupos que lhe faziam oposição, especialmente entre os militares. E são dois personagens deste grupo que vão concorrer à sucessão de Vargas. Ouça este episódio, descubra quem são eles e entenda a referência que pusemos na vitrine deste episódio!

Neste episódio:

Conheça quais foram as circunstâncias que levaram ao fim do Estado Novo. Entenda como Vargas atuou para abrir o regime e, ao mesmo tempo, buscou meios de se manter no poder. Reflita conosco sobre o papel dos militares na história política daquele momento. Conheça os candidatos à sucessão de Vargas, seus perfis políticos e atuação durante a campanha eleitoral. Saiba quais foram os principais partidos políticos criados, suas plataformas ideológicas e os principais personagens. Conheça como se deu o retorno de Luiz Carlos Prestes ao cenário político nacional e como foi a atuação do Partido Comunista ao qual ele estava ligado. Surpreenda-se com o Queremismo e o grande apoio que Vargas gozava junto às classes trabalhadoras e como ele soube explorar isso mesmo fora do poder, mantendo seu capital político intacto.

Arte da Capa


Publicidade

Ajude nosso projeto! Você pode nos apoiar de duas formas:

PADRIM  – só clicar e se cadastrar (bem rápido e prático) – http://www.padrim.com.br/fronteirasnotempo

PIC PAY [https://app.picpay.com/user/fronteirasnotempo]– Baixe o aplicativo do PicPay: iOS / Android

PIX: [chave] [email protected]


Redes Sociais TwitterFacebookYoutube, Instagram


Contato [email protected]


Expediente Produção Geral e HostsC. A BerabaRecordar é ViverWillian SpenglerVitrine:  Augusto Carvalho, EdiçãoAdriano João


Como citar esse episódio

Citação ABNT

Fronteiras no Tempo #50 A Era Vargas parte 4: o fim do Estado Novo e a redemocratização. Locução: Cesar Agenor F. da Silva, Marcelo de Souza e Silva e Willian Spengler [S.l.] Portal Deviante, 04/05/2021. Podcast. Disponível em: http://www.deviante.com.br/?p=46438&preview=true


Material Complementar

Podcasts

Fronteiras no Tempo #48 A Era Vargas parte 3: O Estado Novo (1937-1945)

Portal Deviante  / Spotify

Fronteiras no Tempo #48 A Era Vargas parte 2: 1930-1937

Portal Deviante   /    Spotify

Fronteiras no Tempo #41 A Era Vargas parte 1: A Revolução de 1930

Portal Deviante   /    Spotify

Fronteiras no Tempo: Historicidade #29 Ação Integralista Brasileira

Portal Deviante   /    Spotify

Spin de Notícias #61: 08 Nixian 2017 (11/12/2017) Queremismo, Imprensa e Biblioteca Mundial

Vídeos

Biografia | Getúlio Vargas – Lili Schwarcz

Livros, capítulos de livros e artigos

CAPELATO, Maria H. R. Multidões em cena: propaganda política no Varguismo e no Peronismo. 2ª. Ed. São Paulo: Ed. Unesp, 2009.

CAPELATO, Maria Helena. Estado novo: o que trouxe de novo? In: FERREIRA, Jorge (org.) O Brasil Republicano v.2. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

Diário pessoal de Getúlio Vargas (2 volumes). Rio de Janeiro: FGV, 1995.

FERREIRA, Jorge. Trabalhadores do Brasil. O imaginário popular. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997.

FIGUEIREDO, Luciano (org). História do Brasil para ocupados. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013

DE CASTRO GOMES, Ângela. Ideologia e trabalho no Estado Novo. Repensando o Estado Novo, Rio de Janeiro, Ed. FGV, p. 53-72, 1999.

NETO, Lira. Getúlio (1930-1945): Do governo provisório à ditadura do Estado Novo. São Paulo: Cia das Letras, 2013.

OLIVEIRA, Josivaldo Pires de Oliveira; LEAL, Luiz Augusto Pinheiro Leal. Capoeira, identidade e gênero: ensaios sobre a história social da capoeira no Brasil. Amazon: eBook Kindle.

PANDOLFI, Dulce Chaves. Os anos 1930: as incertezas do regime. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves. O Brasil Republicano, vol. 2. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

PARANHOS, Adalberto et al. Os desafinados: sambas e bambas no” Estado Novo”. Intermeios, Casa de Artes e Livros, 2015.

QUELER, Jefferson José. OS SENTIDOS DO QUEREMISMO: disputas políticas em torno do conceito na redemocratização de 1945. História,  Franca ,  v. 35,  e104,    2016 .   Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-90742016000100513&lng=en&nrm=iso

RAMOS, Graciliano. Memórias do Cárcere. Rio de Janeiro: Record, 2020.

SEVCENKO, Nicolau; NOVAIS, Fernando A. História da Vida Privada no Brasil: República: da Belle Époque à Era do Rádio. Vol.3. São Paulo: Cia das Letras, 1998

SIQUEIRA, Magno Bissoli. Capítulo VI: Instrumento de política de conciliação. In: ___. Samba e Identidade Nacional. São Paulo: Unesp, 2012.

SKIDMORE, Thomas E. Brasil : de Getúlio a Castello (1930-64). São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SCHWARCZ, Lilia M.; STARLING, Heloísa M. Brasil: uma biografia. São  Paulo: Companhia das Letras, 2015.


Madrinhas e Padrinhos

Adilson Lourenço da Silva Filho, Albino Vieira, Alexandre Strapação Guedes Vianna, Alexsandro de Souza Junior, Aline Lima, Anderson O Garcia, Anderson Paz, André Luis Santos, Andre Trapani Costa Possignolo, Andréa Silva, Andressa Marcelino Cardoso, Artur Henrique de Andrade Cornejo, Bruno Scomparin, Carlos Alberto de Souza Palmezani, Carlos Alberto Jr., Carolina Pereira Lyon, Ceará, Charles Calisto Souza, Cláudia Bovo, Eani Marculino de Moura, Eduardo Saavedra Losada Lopes, Eliezer Ferronato, Elisnei Oliveira, Ettore Riter, Felipe Augusto Roza, Felipe Sousa Santana, Flavio Henrique Dias Saldanha, Iago Mardones, Iara Grisi, Isaura Helena, João Carlos Ariedi Filho, José Carlos dos Santos, Leticia Duarte Hartmann, Lucas Akel, Luciano Beraba, Manuel Macias, Marcos Sorrilha, Mayara Araujo dos Reis, Mayara Sanches, Moises Antiqueira, Paulo Henrique de Nunzio, Rafael, Rafael Alves de Oliveira, Rafael Igino Serafim, Rafael Machado Saldanha, Rafael Zipão, Raphael Almeida, Raphael Bruno Silva Oliveira, Renata Sanches, Rodrigo Olaio Pereira, Rodrigo Raupp,  Rodrigo Vieira Pimentel, Rubens Lima, Sr. Pinto, Wagner de Andrade Alves, Willian Scaquett, Willian Spengler e ao padrinho anônimo

Modo Noturno