Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

A revelação do espírito livre genuíno schopenhauriano na persona de Hyuuga Neji

por em 11/11/2021 | Nenhum comentário

A revelação do espírito livre genuíno schopenhauriano na persona de Hyuuga Neji

Márcio Danelon apresenta, em “As características do educador: uma leitura nietzschiana à luz de Schopenhauer como educador”, a relação entre Filosofia e ensino como elemento central. Considera, assim, a importância da primeira para conferir sentido à segunda. Nesse sentido, destaca que a contribuição filosófica é dada pelos filósofos para que assim possamos pensar a educação.

Se adicionarmos o trabalho de Andrea Genis, “El gênio y lo genuino que hay em nosotros, vigencia del pensamiento educativo em Nietzsche”, essa ideia fica mais clara. Isso porque a autora sinaliza a existência de um certo grau de preocupação com a educação inserida nas obras do alemão além de ser possível encontrar em “Schopenhauer como educador” toda uma caracterização do gênio, aquele de onde tender toda a educação em seus níveis mais altos. Mas também, aquele que tem uma função social norteadora.

Leia mais...

Os antagonismos reais de Anjos da Noite

por em 21/09/2021 | Nenhum comentário

Os antagonismos reais de Anjos da Noite

“Levante a mão, entre no clima. Batendo palma, na levada do axé

Levante a mão, entre no clima. Batendo palma, só pra ver como é que é…

Oh, oh, oh, oooh! Que terror!

Oh, oh, oh, oooh! Na dança do vampiro”.

A temática vampiresca sempre movimentou bem mais do que a nossa imaginação. A relação que estabelecemos com o oculto ou mesmo o obscuro parece exercer sobre nós um fascínio tremendo e o arquétipo vampiresco traz inúmeros elementos representativos de nós mesmos, desde a literatura de Bram Stoker até a mais recente tetralogia de vampiros brilhantes. Essa quase historiografia vampírica os coloca em constante e natural oposição a uma outra força: os Lycans ou, simplesmente, os licantropos. A pentalogia Underworld, ou Anjos da Noite, aborda especialmente esse antagonismo.

Leia mais...

Marvin e a classe média

por em 20/07/2021 | Nenhum comentário

Marvin e a classe média

Hello there…

… the angel from my nightmare…

Por maior diálogo que passamos fazer entre a saudade que invade o trio do Blink 182 e um certo saudosismo de tempos não tão distantes manifestado pela classe média brasileira, é uma outra saudade e de uma outra classe média, ex-classe média, o ponto de partida. É nessa confusão que nosso Virgílio se manifesta. Marvin é nosso guia pelos 5 níveis das classes sociais brasileiras, cujo centro é o que se chama classe média e que não guarda a surpresa de uma Beatriz.

Leia mais...

Entre a realidade distópica e a sonhadora utopia, a Rockescola

por em 24/05/2021 | Nenhum comentário

Entre a realidade distópica e a sonhadora utopia, a Rockescola

Hey Judes, como estão?

Falar de Rock e História é um diálogo já bastante comum, pois, em certa medida, a história do rock se confunde com determinados eventos históricos. É onde o rock’n roll cumpre perfeitamente a sua essência questionadora e provocadora, uma veia expressionista de leitura crítica e cantada sobre diversos momentos. Nesse sentido, o rock é praticamente uma enciclopédia musicalizada e, como os poemas cantados pelos aedos, fonte de conhecimentos considerável sobre a nossa própria história enquanto sociedade.

No entanto, falar da prática de ensino ou do ensino na prática não costuma ter tanta atenção e, talvez por isso, não fique muito claro o diálogo entre o rock e o ensino, sendo aquele uma escola ou uma ferramenta de ensino.

Leia mais...

O mimimi e a violência sublimada

por em 12/03/2021 | Nenhum comentário

O mimimi e a violência sublimada

Hey, Judes, como estão?

Dessa vez vamos falar sobre o tal do mimimi e a violência trazida a reboque consigo. Afinal, quem nunca leu ou ouviu alguém falando sobre essa geração ser mimizenta ou então que “tudo agora é mimimi”? Até o humor vira fundamentação argumentativa quando, por exemplo, se ouve por aí que o politicamente correto acabou com a graça, com o chamado humor negro, como se a esfera do humor fosse um ambiente sem limites para tirar o riso alheio.

Leia mais...
Modo Noturno