Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Planos de Previdência privados – O guia básico

por em 31/05/2019 | Nenhum comentário

Planos de Previdência privados – O guia básico

Este texto é referente ao Spin número 565!

A reforma da previdência está aí na boca do povo desde que começou a conversa de reforma da previdência e aumento da idade mínima no governo Temer. Com isso, as pessoas ficaram mais curiosas e interessadas nos planos de previdência privada. Alguns sites viram as pesquisas por esse tema multiplicar 14 vezes! Por isso, resolvi explicar algumas coisa importantes sobre o assunto.

Leia mais...

O poder do zero – ou de zero palavras

por em 08/05/2019 | Nenhum comentário

O poder do zero – ou de zero palavras

Eu lembro que, quando eu resolvia as equações mais terríveis do ensino médio, eu odiava quando o resultado era zero. Simples assim, 0. Eu ficava muito brava. Afinal de contas, eu tinha tido aquele trabalho todo para dar ZERO? Um número tão insignificante, que representa a falta de tudo. Não é nem positivo nem negativo. Representa um conjunto vazio que nem a si mesmo pertence. Existe até uma ofensa em sua homenagem: “você é um zero à esquerda!”. Mas acredite, esse símbolo redondo inventado para representar o nada tem um enorme efeito no que você faz todos os dias – e o pior é que você nem se dá conta.

Leia mais...

A história que a história não conta – mas a Mangueira sim

por em 12/04/2019 | Nenhum comentário

A história que a história não conta – mas a Mangueira sim

Histórias Para Ninar Gente Grande

G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira

Mangueira, tira a poeira dos porões

Ô, abre alas pros teus heróis de barracões

Dos Brasis que se faz um país de Lecis, jamelões

São verde e rosa, as multidões

 

Brasil, meu nego

Deixa eu te contar

A história que a história não conta

O avesso do mesmo lugar

Na luta é que a gente se encontra

 

Brasil, meu dengo

A Mangueira chegou

Com versos que o livro apagou

Desde 1500 tem mais invasão do que descobrimento

Tem sangue retinto pisado

Atrás do herói emoldurado

Mulheres, tamoios, mulatos

Eu quero um país que não está no retrato

 

Brasil, o teu nome é Dandara

E a tua cara é de cariri

Não veio do céu

Nem das mãos de Isabel

A liberdade é um dragão no mar de Aracati

 

Salve os caboclos de julho

Quem foi de aço nos anos de chumbo

Brasil, chegou a vez

De ouvir as Marias, Mahins, Marielles, malês

Leia mais...
Modo Noturno