Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Fronteiras no Tempo: Historicidade #37 Elites e trabalho escravizado no sul do Brasil

por em 03/02/2021 em Destaque, Fronteiras no Tempo, Podcasts | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo: Historicidade #37 Elites e trabalho escravizado no sul do Brasil

A história da escravização dos africanos no Brasil está intrinsicamente ligada à formação e consolidação de uma elite política e econômica que, por muitas décadas – e por que não dizer, até hoje – definiu os rumos do país ao mesmo tempo em que acumulava grandes fortunas. Para falar dessa interseção entre diversos aspectos da vida brasileira no passado, especialmente na fronteira sul, recebemos o Prof. Dr. Jonas Moreira Vargas (UFPEL). Venham conhecer essas histórias conosco!

Neste episódio:

Conheça a importância dos trabalhos historiográficos sobre a atuação dos grupos de elite na história e entenda de que forma eles nos ajudam a entender o país. Conheça a indústria do charque que se desenvolveu no Rio Grande do Sul durante o século XIX, como seus produtores ganharam status de elite e de que forma atuavam no cenário político nacional. Entenda como os estudos historiográficos têm dimensionado a riqueza gerada na economia do charque. Surpreenda-se com o papel que a escravização africana teve neste desenvolvimento e como este produto alcançou impactos em todo o mundo atlântico. Por fim, conheça o trabalho e as reflexões que os historiadores fazem quando estão desenvolvendo uma pesquisa e como vai se desenrolando um emaranhado de situações e processos diferentes que formam um quadro cada vez mais completo do passado brasileiro.

Arte da Capa


Publicidade

Ajude nosso projeto! Você pode nos apoiar de duas formas:

PADRIM  – só clicar e se cadastrar (bem rápido e prático) – http://www.padrim.com.br/fronteirasnotempo

PIC PAY – Baixe o aplicativo do PicPay: iOS / Android

PIX: [chave] [email protected]


Saiba mais do nosso convidado

Jonas Vargas

Currículo Lattes – http://lattes.cnpq.br/6511913807881617

e-mail:  [email protected]


Produção do convidado

VARGAS, Jonas. Entre a paróquia e a Corte: os mediadores e as estratégias familiares da elite política do Rio Grande do Sul. Santa Maria: Ed. da UFSM/Anpuh-RS, 2010.

VARGAS, Jonas. “Os Barões do charque e suas fortunas”: um estudo sobre as elites regionais brasileiras a partir de uma análise dos charqueadores de Pelotas (RS, século XIX). São Leopoldo: Editora Oikos, 2016.


Indicações Bibliográficas sobre o tema abordado

CHALHOUB, Sidney. Visões da Liberdade: uma história das últimas décadas da escravidão na corte. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 1990.

FRAGOSO, João L. R. Homens de Grossa Aventura: acumulação e hierarquia na praça mercantil do Rio de Janeiro (1790-1830). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1998.

FLORENTINO, Manolo. Em costas negras: uma história do tráfico atlântico de escravos entre a África e o Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX). São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

MARCONDES, Renato. Desigualdades regionais brasileiras: comércio marítimo e posse de cativos na década de 1870. Tese de livre-docência. Ribeirão Preto, USP, 2005.

MATTOS, Hebe. Das cores do silêncio: os significados da liberdade no Sudeste escravista (Brasil, século XIX). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1995.


Expediente 

Arte da vitrine: Augusto Carvalho; Edição:  Talk’nCastRoteiro e apresentação:  Beraba.


Como citar esse episódio

Citação ABNT

Fronteiras no Tempo: Historicidade #37 Elites e trabalho escravizado no sul do Brasil. Locução Marcelo de Souza Silva e Jonas Vargas.  [S.l.] Portal Deviante, 03/02/2021. Podcast. Disponível:  http://www.deviante.com.br/?p=44482&preview=true


Redes Sociais TwitterFacebookYoutubeInstagram, SPOTIFY, 


Contato E-mail: [email protected]


Madrinhas e Padrinhos

Adilson Lourenço da Silva Filho, Alexandre Strapação Guedes Vianna, Alexsandro de Souza Junior, Aline Lima, Anderson O Garcia, Anderson Paz, André Luis Santos, Andre Trapani Costa Possignolo, Andréa Silva, Andressa Marcelino Cardoso, Artur Henrique de Andrade Cornejo, Bruno Scomparin, Carlos Alberto de Souza Palmezani, Carlos Alberto Jr., Carolina Pereira Lyon, Ceará, Charles Calisto Souza, Cláudia Bovo, Eani Marculino de Moura, Eduardo Saavedra Losada Lopes, Eliezer Ferronato, Elisnei Oliveira, Ettore Riter, Felipe Augusto Roza, Felipe Sousa Santana, Flavio Henrique Dias Saldanha, Iago Mardones, Iara Grisi, Isaura Helena, João Carlos Ariedi Filho, José Carlos dos Santos, Leticia Duarte Hartmann, Lucas Akel, Luciano Beraba, Manuel Macias, Marcos Sorrilha, Mayara Araujo dos Reis, Mayara Sanches, Moises Antiqueira, Paulo Henrique de Nunzio, Rafael, Rafael Alves de Oliveira, Rafael Igino Serafim, Rafael Machado Saldanha, Rafael Zipão, Raphael Almeida, Raphael Bruno Silva Oliveira, Renata Sanches, Rodrigo Olaio Pereira, Rodrigo Raupp,  Rodrigo Vieira Pimentel, Rubens Lima, Sr. Pinto, Wagner de Andrade Alves, Willian Scaquett, Willian Spengler e ao padrinho anônimo

Modo Noturno