Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Descanse nas nuvens, Marvin Minsky

por em 26/01/2016 em Ciência, Destaque, Tecnologia | 1 comentário

Descanse nas nuvens, Marvin Minsky

Conhecido por muitos como o pai da inteligencia artificial, Marvin Minsky faleceu aos 88 anos de idade, em virtude de uma hemorragia cerebral.

Minsky sempre pensava no cérebro como uma máquina que pode ser estudada e replicada em um computador, assim podendo entender mais sobre o cérebro e os computadores, como uma mão de duas vias.

Conhecido por muitos como o pai da inteligencia artificial e do Ultron

Conhecido por muitos como o pai da inteligencia artificial e do Ultron

Trabalhando como professor de ciência da computação no MIT, acabou desenvolvendo vários projetos, entre eles uma mão robótica, e o estudo em redes neurais, imitando o cérebro humano.

“Marvin foi uma das poucas pessoas em computação cujas visões e perspectivas libertaram o computador de ser uma máquina de somar para começar a perceber o seu destino como um dos amplificadores mais poderosos para os empreendimentos humanos na história”
– Alan Kay, cientista e amigo de Minsky.

Seu livro mais influente foi “The Society of Mind” (A Sociedade da Mente), onde defende uma teoria sobre como a inteligência emerge espontaneamente a partir de interações complexas entre elementos separados, sempre com a ideia que um dia as máquinas poderiam superar a inteligência dos seres humanos.

Minsky deixa sua mulher Rudisch Minsky, e três filhos.

Fonte: NyTimes

Modo Noturno