Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Games no Lab: Ruivas, Dinossauros, Viagens no tempo e Energia limpa

por em 04/09/2017 em Ciência, Games | 4 comentários

Games no Lab: Ruivas, Dinossauros, Viagens no tempo e Energia limpa

Em 1999 era lançado para Playstation pela Capcom, Dino Crisis. Desenvolvido pela mesma mente que nos trouxe Resident Evil, Shinji Mikami. Seguindo as bases estabelecidas por Mikami para o gênero, o game é um survivor-horror aos moldes de Resident Evil, porém aqui deixamos de lado os lentos zumbis e encaramos ágeis dinossauros que sabem até abrir portas (isso Jurassic Park já tinha nos ensinado em 1993). A trama acompanha uma unidade de resgate cuja missão é encontrar um cientista inventor de uma forma de energia limpa, chamada Terceira Energia e que pode ser usada para viagens no tempo. Como o tema viagens no tempo será abordado em outro texto, hoje falaremos sobre energia limpa e moto-perpetuo. Então, prepare-se para fugir de alguns dinos e vamos atrás da Terceira Energia.

Na virada do século 21, os combustíveis fosseis foram drenados até o ponto que a energia nuclear, tratada como Segunda Energia, tornou-se uma necessidade, porém devido à natureza altamente perigosa de acidentes, novas pesquisas tomaram rumos em direção à uma fonte de energia limpa e inesgotável, apelidado de Terceira Energia. Assim o Doutor Edward Kirk desenvolveu a Teoria da Terceira Energia. Entretanto ele perdeu seu financiamento para a pesquisa e fugiu, fingindo sua morte em uma explosão de um experimento.

Abrigado em uma ilha misteriosa e com a colaboração secreta dos militares da República de Borginian, em troca de armas que utilizassem a Terceira Energia, Kirk construiu um gerador capaz de fornecer altos níveis de energia, tão altos que geraram um efeito colateral inesperado, manipulação do tempo e espaço. Portais se abriram na ilha, trazendo criaturas pré-históricas para o presente que mataram quase todos nas instalações de pesquisas.

T-Rex, o Nemesis de Dino Crisis

Assim iniciamos o game acompanhando a chegada da unidade de resgate SORT à ilha Ibis, a procura do Doutor Kirk. No controle da agente Regina, precisamos resolver puzzles, matando diversos dinossauros e fugindo de um terrível T-Rex. Usando um arsenal variado, o jogador pode chegar a um dos três finais disponíveis, dependendo de certas escolhas feitas durante a história.

A ruiva protagonista do game, Regina

Voltando para a parte científica da coisa, no game são encontrados documentos que explicam o funcionamento do gerador de Terceira Energia. Segundo o Dr. Kirk:  a Terceira Energia é um sistema que inicia uma reação das partículas da atmosfera e transforma esse movimento em energia. Ele absorve os gases atmosféricos da Terra (especificamente O2, CO2 e N), e inicia uma reação que leva à ionização dos elementos que compõem o ar; o movimento de elétrons resulta em uma liberação de energia causando uma reação em cadeia. O subproduto da Terceira Energia é a reintrodução de compostos de peróxido na atmosfera – especificamente o ozônio (O3)

Quimicamente, ionização é um processo em que átomos ou grupo de átomos neutros (sem carga) são carregados eletricamente, isto é, adquirem carga elétrica. Quando um ou mais elétrons se desprendem do seu grupo original, são formados os íons positivos, os cátions e quando esses elétrons livres se unem a um novo grupo carregam-no negativamente, formando os ânions. A ionização pode correr através de emissões de radiação ou reações químicas, esse último é o processo usado em pilhas e baterias.

Pela descrição do funcionamento do gerador de Terceira Energia, podemos supor que o gerador usaria emissões de radiação para ionizar o ar, isso porém o transformaria em um gerador que usa a Segunda Energia (nuclear). Independente de como funcionaria, o que sabemos é que o gerador produz energia para se manter em funcionamento, além de ter um grande excedente energético que no game é usado em 3 níveis:

1) Com baixa energia estabilizada, pode produzir energia infinita do ar. Criando a fonte de energia perfeita.
2) Em alta energia estabilizada, pode ser usado como uma arma de destruição em massa.
3) Em níveis de potência extraordinários, resulta em manipulação de espaço e tempo (aqui entram os dinossauros).

Infelizmente esse gerador não poderia existir já que contraria um dos princípios da conservação de energia: a energia nunca é criada nem destruída, mas apenas transformada de um tipo em outro, ou em outros.  O total de energia existente antes da transformação é igual ao total obtido depois dela. Um sistema hipotético que burla essa lei ou princípio é chamado de moto-perpétuo. Provavelmente você já viu pela internet diversos motores movidos à água, que produzem energia limpa e infinita, esses são exemplos de moto-perpétuo. Ele até podem produzir energia “limpa” mas infinita de jeito nenhum. Para uma melhor explicação deixo o ótimo vídeo de nosso amigo Átila no Nerdologia sobre moto-perpetuo:

Finalizando, no game é dito que a Terceira Energia é uma forma de energia limpa também. Hoje quando falamos em “energia limpa” não nos referimos a um tipo de geração de energia que não cause nenhum impacto ambiental, pois, até o momento, esse sonho ainda não se tornou realidade. Energia limpa se refere aquela fonte de energia que não lança poluentes na atmosfera e que causa impacto ambiental somente no local onde a usina está instalada. Exemplos são: Energia solar, energia maremotriz, energia geotérmica, energia hidráulica (a qual é a principal fonte de energia no Brasil) e a energia eólica (onde o Brasil também tem destaque como o segundo pais que mais investe nesse tipo de energia).

E chegamos ao fim de mais um texto, espero que tenham gostado. Dino Crisis é um game excelente que assim como outros títulos acabou sendo esquecido pelo Capcom. Quem sabe seguindo a onda de remakes, a Capcom não o relance com o mesmo cuidado que deu ao relançamento de Resident Evil 1 e 0? Críticas e sugestões são bem vindas, a área de comentários esta ai para isso. Até o próximo texto.

Fontes: Dino Crisis Wikia, Brasil Escola, InfoEscola e Dino Crisis Forum

.

Modo Noturno