Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Games no Lab: Mofo, uma família bizarra, terror em primeira pessoa e água sanitária

por em 08/06/2021 | Nenhum comentário

Games no Lab: Mofo, uma família bizarra, terror em primeira pessoa e água sanitária

Resident Evil é a franquia mais vendida da Capcom, ficando à frente até mesmo de Street Fighter. Com seu primeiro título tendo sido lançado em 1996, a série começou como um survivor horror com câmera fixa e zumbis como os principais inimigos. No quarto título tivemos uma grande mudança, com a câmera se posicionando acima/atrás do ombro do protagonista e o game se voltando mais para a ação, além dos inimigos serem humanos infectados por parasitas (inclusive temos um texto sobre isso que você pode ler aqui). Então, depois de Resident Evil 5 e 6 abraçarem de vez a ação desenfreada, a Capcom ouviu os fãs e apresentou Resident Evil 7: Biohazard.

Leia mais...

Entre a realidade distópica e a sonhadora utopia, a Rockescola

por em 24/05/2021 | Nenhum comentário

Entre a realidade distópica e a sonhadora utopia, a Rockescola

Hey Judes, como estão?

Falar de Rock e História é um diálogo já bastante comum, pois, em certa medida, a história do rock se confunde com determinados eventos históricos. É onde o rock’n roll cumpre perfeitamente a sua essência questionadora e provocadora, uma veia expressionista de leitura crítica e cantada sobre diversos momentos. Nesse sentido, o rock é praticamente uma enciclopédia musicalizada e, como os poemas cantados pelos aedos, fonte de conhecimentos considerável sobre a nossa própria história enquanto sociedade.

No entanto, falar da prática de ensino ou do ensino na prática não costuma ter tanta atenção e, talvez por isso, não fique muito claro o diálogo entre o rock e o ensino, sendo aquele uma escola ou uma ferramenta de ensino.

Leia mais...

História da MPB (SciCast #430)

por em 07/05/2021 | Nenhum comentário

História da MPB (SciCast #430)

Os primeiros instrumentos musicais de origem europeia vieram para o Brasil com os portugueses. Mas isso não significa que por aqui não existia música. Povos Nativos e, mais tarde, os povos trazidos para cá como escravizados já tocavam, cantavam e dançavam! A Música Brasileira é um universo de qualidade e talento. E dentro do universo musical brasileiro surgiu uma galáxia bem peculiar: a da MPB – Música Popular Brasileira! Artistas como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Chico Buarque, Roberto Carlos, Pixinguinha, só para citar alguns, foram os gênios por trás da mistura de ritmo, melodia, harmonia e poesia que encantaram e encantam gerações de brasileiros e outros amantes da boa música mundo afora. A MPB é um orgulho nacional. E vocês vão embarcar com a gente numa viagem pelas décadas que amalgamaram essas diversas vozes, traduzindo influências internacionais e fundindo com o que há de mais autêntico na música regional do Brasil. Venha conhecer a História da MPB!

Leia mais...

Resenha – Guardiões Elementais

por em 18/12/2020 | Nenhum comentário

Resenha – Guardiões Elementais

Quando me pediram para ler e resenhar Guardiões Elementais confesso que fiquei tensa. Eu sabia que um livro escrito pelo Guilherme Vertamatti estaria recheado de lendas e mitos – mas eu sou a maior leiga no assunto e achava que não ia gostar da obra pelo simples fato de perder todas as referências e ficar “boiando” na história. Mas não foi isso que aconteceu. A cada página que eu lia tinha certeza que este não é um livro só para quem gosta de mitologia. É também para os leitores que gostam de aventura e batalha, para quem admira as versões do clássico bem-contra-o-mal, e acima de tudo, para quem aprecia uma boa história.

Leia mais...

História e cultura alimentar: Afinal, é bolacha ou biscoito?

por em 09/11/2020 | Nenhum comentário

História e cultura alimentar: Afinal, é bolacha ou biscoito?

Estudar cultura alimentar é muito interessante, mas também difícil em alguns pontos. Entre as grandes dificuldades da disciplina, o que mais tem se destacado para mim é saber definir até que ponto algo “é de uma cultura” ou “é de fora”, exótico. Os indivíduos de determinados espaços geográficos usam estratégias diferentes para saber delimitar como uma característica é considerada de fora ou não, porém o “grau de pertencimento” destes símbolos varia dependendo de pessoa para pessoa.

Por meio deste texto, pretendo mostrar até que ponto estas definições são importantes para que os grupos reconheçam suas próprias características culinárias como únicas, e qual tem sido o papel da indústria alimentícia na imposição de valores gerais. Por que as pessoas se irritam ao chamarmos um biscoito de bolacha, ou vice versa? E afinal, é bolacha ou biscoito o jeito certo de falar?

Leia mais...
Modo Noturno