Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu
Miçangas

MeiaLuaCast #184: Metroid: Samus Returns

por em 08/03/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #184: Metroid: Samus Returns

Em 1991 a Nintendo trouxe ao Game Boy a segunda missão de Samus Aran, a maior caçadora de recompensas da Federação Galática.

Em Metroid II: Return of Samus a caçadora deveria exterminar os seres conhecidos como Metroid, para evitar que os Piratas Espaciais os transformasse em armas biológicas.

Esta missão é a mais importante e significativa para a série Metroid, definindo o futuro da personagem e da Federação.

Em setembro de 2017 chegou ao 3DS o remake desta importante aventura e Angelo Mota (@angeloops_), Renato Sevegnani (@setsunaryu) e Ricardo Syozi (@RicardoSyozi) conversam sobre a experiência de jogar a missão em diversos formatos e, principalmente, sua versão definitiva em Metroid: Samus Returns.

Leia mais...

MeiaLuaCast #183: Bugs e Glitches

por em 01/03/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #183: Bugs e Glitches

Ao jogar vivemos grandes aventuras, conhecemos as estórias de diversos personagens, nos divertimos e emocionamos, até que surge um bug e quebra nossa imersão e expectativa.

Os erros, falhas e omissões de programação e design nos jogos causam algumas situações bastante curiosas e memoráveis que podem adicionar camadas ao gameplay ou simplesmente impedir que o jogador atinja seus objetivos.

André Bacchi, Vagner Mesquita e Vanessa Reis (@vanrbbueno) relembram glitches e bugs que influenciaram suas jornadas pelos mundos digitais.

Leia mais...

MeiaLuaCast #182: Delicia’s World

por em 22/02/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #182: Delicia’s World

Em 21 de dezembro de 2012 o mundo sofreu com o sumiço da delícia e da zoeira, evento conhecido como zoeiralipse.

Neste jogo com ambiente caótico e triste você deverá libertar os cavaleiros do zoeiralipse e restaurar a delícia no mundo.

Se esse descritivo parece estranho é por que ainda não ouviu André Bacchi, Caio Nobre (@nobre_caio) e Vanessa Reis (@vanrbbueno) criando o jogo mais maluco de todos usando como referência as diversas vivências dos integrantes do Meia-Lua.

Leia mais...

MeiaLuaCast #181: Party Games

por em 15/02/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #181: Party Games

Jogos costumam gerar grande interação entre os jogadores, sejam eles de tabuleiro ou digitais, mas nem todos os jogos multiplayer podem ser bons party games.

Para extrapolar a interação simples e se tornar o centro das atenções em uma festa, os jogos precisam gerar diversão não apenas para as pessoas que estão ativamente controlando os personagens. É necessário que aqueles que aguardam sua vez também interajam, riam e comemorem a cada grande momento vivido na partida.

André Bacchi, Matheus dos Santos (@Matheus_2Santos) e Vanessa Reis (@vanrbbueno) relembram os jogos que marcaram suas jogatinas entre amigos e que animaram muitas dessas festinhas.

Leia mais...

MeiaLuaCast #180: PUBG

por em 08/02/2018 | Nenhum comentário

MeiaLuaCast #180: PUBG

O ano de 2017 foi recheado de grandes títulos, que devem ser lembrados por muitos anos, mas há um título que tem chance de definir uma nova forma de jogar e criar comunidades: PlayerUnknown’s Battlegrounds, o popular, PUBG.

Brendan Greene, mais conhecido como PlayerUnknown, após desenvolver mods para diversos títulos, resolveu criar um modo de jogo inspirado na série de mangas Battle Royale, no qual um grupo de jogadores eram colocados em um ambiente completamente novo e deveriam batalhar pela sobrevivência utilizando unicamente os itens que encontrassem no caminho.

Lucas Eduard (@lucaseduardrz), Matheus dos Santos (@Matheus_2Santos), Rodolfo Cunha (@rodolfomrcunha) e Vinicius Cabral /vinicius.cabral.186 convrsam sobre como entraram em contato com o jogo e as diversas características que fazem dele um dos jogos mais jogados do ano passado.

Leia mais...

MeiaLuaCast #179: Deuses Americanos

por em 01/02/2018 | 6 comentários

MeiaLuaCast #179: Deuses Americanos

Neil Gaiman se formou jornalista e seguiu caminho de autor de ficção iniciando sua trajetória nos quadrinhos, apadrinhado por Alan Moore, até que em 2001 resolveu lançar seu primeiro livro: Deuses Americanos.

Neste primeiro livro ele aproveita todas as referências literárias modernas e antigas que consumira durante seus 41 anos de vida e explora as deidades mitológicas em um ambiente completamente novo para elas, os Estados Unidos da América nos tempos modernos.

Cesar Agenor (@cesaragenor), Dani Madrid (@danidanaila), Guilherme Vertamatti (@gvertamatti) e Renato Sevegnani (@setsunaryu) conversam sobre esta obra que coloca o velho para digladiar com o novo, estabelecendo um mundo no qual as diversas criações humanas se tornam deuses que desejam a derrocada dos deuses antigos.

Leia mais...
Modo Noturno