Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

França quer um novo teclado para proteger o idioma

por em 27/01/2016 em Tecnologia | 4 comentários

França quer um novo teclado para proteger o idioma

A mais recente campanha para proteger a língua francesa não está sendo travada sobre palavras em inglês como “hashtag” ou “selfie“, mas com o projeto de um teclado.

O governo francês anunciou um plano para padronizar o teclado do computador de língua francesa como parte de um esforço para ajudar a proteger o idioma e facilitar a digitação. O ministério diz que é “quase impossível escrever corretamente francês” em teclados AZERTY (O nome do teclado vem da junção das cinco primeiras letras da primeira fileira do teclado).

O ministro chegou a entrar em contato com a Association Française de Normalisation (AFNOR – uma espécie de ABNT da França), para encontrar uma alternativa para o modelo de teclado AZERTY à venda no mercado francês. A AFNOR apresentará um projeto no próximo verão.

Diferentemente dos nossos teclados QWERTY, a França utiliza o layout AZERTY, e eles nunca foram padronizados. Isso significa que o layout pode variar de um fabricante para outro e não conta com a presença de teclas para caracteres usados com frequência, como o Ç, nem para os caracteres como ‘æ’ e ‘œ’. o que torna difícil para os usuários formarem caracteres especiais. Alguém aí lembra como eram ruins os teclados BR’s sem o Ç? Pois é, parece que os franceses tem razão.

Teclado padrão AZERTY

Teclado padrão AZERTY

Esse problema vem há tempo incomodando os franceses, que acabaram tomando as dores do parto e desenvolveram um layout de teclado open-source chamado BÉPO – que é ótimo também para linguagens de programação – e foi citado no relatório do ministro como uma alternativa viável para um novo padrão francês.

Teclado padrão BÉPO

Teclado padrão BÉPO

Fonte: The Verge

Modo Noturno