Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Uma breve apresentação ao mundo dos jogos indie

por em 13/07/2016 em Games | Nenhum comentário

Uma breve apresentação ao mundo dos jogos indie

Jogo indie é algo bem comum de se ouvir hoje em dia no mundo dos games, talvez seja tão comum hoje que nem sabemos ao certo o que significa ser um jogo indie de verdade.

Indie acabou virando sinônimo de um tipo de jogo, geralmente associado ao clima retrô e a um espírito mais criativo ou saudosista.

O termo indie significa independente, ou seja, jogos feitos por desenvolvedores que não são de grandes empresas e nem tem muitos recursos para desenvolverem seus jogos. Portanto, devem apostar em aspectos mais criativos para se diferenciarem dos jogos AAA (jogos mais caros feitos por grandes empresas), seja usando gráficos mais caricatos e artísticos, histórias que abordem temas diferentes e voltados para outro nicho ou jogabilidade e mecânicas inovadoras e desafiantes.

Desenvolvimento independente sempre existiu no mundo dos videogames, porém jogos indie como conhecemos hoje ganharam destaque na geração passada (Xbox 360/PS3/Wii/PC) com o Cave Story, um jogo que ficou famoso por ter sido desenvolvido por só uma pessoa, Daisuke Amaya, desde os sprites até a trilha sonora do game e tudo feito com muito esmero. Remetendo a clássicos como Mega Man, Metroid e Mario, por seus elementos de exploração e estilo plataforma 2D.

Tela de abertura do jogo Braid

Tela de abertura do jogo Braid

Pouco depois, na Xbox Live Arcade do Xbox 360, que se mostrou um excelente veículo de distribuição dos jogos independentes, foi lançado Braid, sendo responsável pela explosão dos jogos indie modernos.

Idealizado por Jonathan Blow, Braid conseguia integrar muito bem seus gráficos artísticos, no estilo aquarela, trilha sonora, de excelente qualidade e adaptada ao que era executado pelo jogador, e um gameplay único.

O jogo foi sucesso absoluto de crítica e com isso o público também o abraçou e passou também a dar mais atenção aos jogos indie que foram saindo em seguida.

Outros grandes expoentes dos jogos independentes foram lançados nos anos seguintes, e também tiveram sucesso comercial e de crítica, entre eles podemos destacar Limbo, com sua temática obscura e estética em tons de cinza e o colorido Bastion, com seu gráfico caricato, narração dinâmica e uma excelente trilha sonora.

Com o mercado mais aberto para os desenvolvedores independentes, diversos grandes jogos ganharam espaço e foram aclamados, como Mark of The Ninja, FEZ, To The Moon, Super Meat Boy, Gone Home e, o maior sucesso dentre os independentes, MINECRAFT!

Jogos indie sempre existirão e trarão novas fórmulas e estéticas, basta estar atento ao mercado e continuar apoiando os desenvolvedores. Ao comprar e divulgar estes jogos, incentivamos o crescimento do nicho e da indústria e, com o tempo, muitos destes estúdios crescerão e farão jogos maiores que ocuparão os principais espaços da indústria com idéias originais, cativantes e artísticas.

Modo Noturno