Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Scicast #142: Estatística e Probabilidade

por em sex 01America/Sao_Paulo jul 01America/Sao_Paulo 2016 em Destaque, Scicast | 68 comentários

Scicast #142: Estatística e Probabilidade

Sejam bem vindos Deviantes e Derivadas! Saibam que 99% daqueles que estão lendo isso irá ouvir todo o episodio! São aqueles 99% dos ouvintes bonitos, perfeitos, mas aquele 1%…

Estatística é a arte de maltratar números? Como usar os números para o bem? Como usá-los para o mal? Como medimos a felicidade?  Quem faz mais amor é mais feliz ou quem é mais faz mais amor? E, principalmente, encontraremos o motivo definitivo para o Nicolas Cage parar de fazer filmes?

Capa 142

Publicidade:

Contato Comercial:

Redes Sociais:

Aperte o pause:

 

Produção Geral: Tarik FernandesHosts: Fernando Malta e Marcelo Guaxinim. Edição: Talk’ nCastEquipe de Pauta/Gravação: Marcelo RigoliGabriela ReciputtiNatalia Nakamura e Roberto Pena Arte da Vitrine: Google Imagens

 

 

Comentado no Episódio e Leituras complementares:

PodCast Xadrez Verbal

Livros Terry Pratchett

Trilogia Fundação – A trilogia conta a história da humanidade, em um ponto distante no futuro, no qual o visionário cientista Hari Seldon prevê a destruição total do império humano e de todo o conhecimento acumulado por milênios. Incapaz de impedir a tragédia, ele arquiteta um plano ousado, no qual é possível reconstruir a glória dos homens. Se tudo correr como planejado.

Diretório Acadêmico 16 – com a recomendação do Guaxa para o livro Alucinadamente Feliz.

  • John L. F. Silver

    Que delicia meu chrome bugando e o player não aparecendoooooooooo

    • Matheus Borges

      Acho que não é o Chrome, no meu agregador não tá aparecendo também

      • Tarik Fernandes

        Problema resolvido! :)

        • Matheus Borges

          Valeu, Tarik. #BeterrabaMelhorQueNutella #SQN

        • John L. F. Silver

          Gemas… é pura emoção

        • Werther Krohling

          Quanta eficiência!

    • Vinícius Gabriel

      No meu tb não

    • Fernando Malta

      Queridos, problemas no servidor! :(
      Em poucos minutos o cast vai estar aí procês, prometo! =D

  • Tiago Sotero TiagoJedi

    Depois desse cast descobri que 90% das vezes que vejo uma estatística ela não vale nada em 75% das vezes, é quem em 100% dos casos onde existe estatística são para nos manipular e que em 95% das vezes o scicast é o primeiro podcast que eu baixo as sextas mas em 50% das vezes o 2° que escuto, mas não deixa de ser um dos que mais curto.

    • Werther Krohling

      Huahuahuahuahauhau

    • Marcelo Rigoli

      Curti esse comentário (p < .001)

  • Yuri Real Franco

    Simbora!

  • Icaro Kossmann

    Tariiiiik, deu problema no feed again, dessa vez recebi o ep como link pro YouTube.

    • Fernando Malta

      Deu problema no servidor novamente nessa madrugada, Ícaro! U_U
      Tenta baixar novamente. Se não rolar, reinscreve o feed.
      Desculpa o estorvo! ^^”

      • Icaro Kossmann

        Tive que reinscrever novamente, mas tá resolvido :)

  • Andrey Santiago

    Não sei se pode, mas o Dragões de Garagem também fez um otimo ep sobre Estatistica (mas se for para escutarem, escutem depois do Scicast haha)

    http://scienceblogs.com.br/dragoesdegaragem/2014/11/dragoes-de-garagem-43-estatistica/

    • Fernando Malta

      Mas claro que pode, Andrey. Eles fazem um trabalho muito legal também!

  • Willian Spengler

    :)

    • Marcelo Rigoli

      Gênio!

    • Adriano João Silva

      Willian, quase que eu colocava essa parte como vírgula hehehe

    • Juliana Vilela França

      Eu tenho medo dessas duas.

  • Gabriel Muller

    Eu sempre fico curioso quanto a probabilidade da mega-sena, apesar de milhares de pessoas apostarem, não é muito alto 1 em 53 milhões pra toda semana alguém acertar?

    • Marcelo Rigoli

      A probabilidade depende da quantidade de números jogados. No sie te deles tem a relação: http://loterias.caixa.gov.br/wps/portal/loterias/landing/megasena/
      Ou seja, não importa quantas pessoas jogarem e sim quantos números tu vais colocar na ficha. Por isso que conforme mais números a gente coloca mais caro fica o bilhete, ao ponto de nunca valar a pena apostar em todos hehehe ;)

      • Werther Krohling

        A não ser que você faça lavagem de dinheiro e gaste algumas centenas de milhares de reais para ganhar alguns milhões!

    • Lucas Martins Dos Santos

      Um estudo muito interessante sobre a mega-sena utilizando a distribuição Hipergeométrica: https://www.facebook.com/Mais-Chances-1019565338087180/?fref=ts

  • thenets

    Galera, eu fiquei o cast inteiro pensando para que raios eu aprendo Cálculo 1 e 2 na faculdade. Tudo o que vocês falaram eu consigo fazer com somatórias dentro de somatórias e algoritmos de mineração de dados e IA.
    E não faz sentido eu não aprender nada nas aulas de cálculo. Deve ter muito embasamento matemático nessas coisas que eu tanto uso, mas que eu não faço ideia. No fim das contas, só consigo chegar a conclusão de que cálculo teórico num curso de informática é absolutamente inútil.
    Se integral, derivada e limite são consequência, de algum jeito, de somas, pq não ensinam logo tudo com somatória pra eu já aprender a colocar nos meus “for” e “while”?
    Computador faz soma e somente soma, até onde eu sei. Até subtração é soma de um número negativo para um compilador.
    Ai o resultado é o povo de geografia que fuma com os filósofos, os matemáticos que não sabem nem a definição de humano, os caras de TI só sabem criar site e estatística continua servindo pra comer o lanche do colega sem deixar ele passar fome.

    • Naelton Araujo

      bem … cálculo trabalha com funções… não é bem sobre estatística… é outra coisa… num curso de física, matemática – ciências exatas e naturais tem tudo a ver… e não chego a considerar isso teórico…

      • thenets

        Bom, na informática, num nível acima do hardware, só vejo utilidade em técnicas que possibilitem tirar de informações de qualquer volume de dados. Nesse quesito, nunca, nunca vi utilidade em 80% do conteúdo dos cálculos do meu curso. Assim como o resto da turma, que faz a matéria por obrigação e a esquece o mais cedo possível.

        • Naelton Araujo

          Acho que só teria mesmo utilidade para computação científica e pesquisa… para algo mais prático não deve realmente ter muita aplicação… eu fiz astronomia… aprendi cálculo diferencial e integral, computação e por fim cálculo numérico… pra mim foi fundamental para entender como órbitas são calculadas…

  • Rodrigo Braga

    Excelente cast, como sempre. Concordo com o Pena de que a divulgação das intenções de voto influenciam no voto das pessoas. É muito comum um candidato aparecer na pesquisa em 3o (ou até em 4o), muito atrás do 2o, sem chances de ir para o segundo turno, e, nas eleições mesmo, ele termina só um pouco abaixo do 2o. Ou seja, será que esse candidato não deixou de receber votos que o levariam ao segundo turno por causa da influência das pesquisas? A sugestão do Rigoli é boa, pois a pesquisa poderia sim continuar sendo um medidor, uma ferramenta, para as campanhas, mas sem ser divulgada.
    Abraços

    • Marcelo Rigoli

      Então, isso realmente acontece.
      Concordo que a minha sugestão é boa, por óbvio. hehehe

  • Diogo Lima

    Taí, Fundação, eu leio na ordem de lançamento, com a trilogia original primeiro. Ou leio na ordem cronológica da história?

    • Naelton Araujo

      eu sugiro ler na ordem de lançamento… se não vc não vai ter a emoção descobrir o q o Bom Doutor engendrou…

      • Marcelo Rigoli

        Bom saber! Porque to lendo nessa ordem! hehehe

  • Naelton Araujo

    Dicas de leitura que me ocorreram ao ouvir este episódio: https://www.skoob.com.br/os-numeros-nao-mentem-243743ed272862.html

  • Naelton Araujo
    • Marcelo Rigoli

      Excelente dica Naelton!

      • Naelton Araujo

        Achei que tem a cara do SciCast…porque a Ciência tem que ser divertida… :-)

  • Yuri Motoyama

    Mais um maravilhoso cast sobre estatística, assim como o que o Dragões de Garagem produziu! Um acaba complementando perfeitamente o outro. Um ponto interessante sobre estatística que é interessante comentar é sobre o polêmico valor P. Assim como vocês comentaram brilhantemente sobre a confusão entre correlação e causa-efeito existe uma grande outra confusão com a utilização do valor P como forma de “encontrar a diferença estatística entre grupos”. Arrisco dizer que 90% das intervenções médicas são baseadas em interpretações equivocadas sobre os dados, pois muito usa-se o valor P para identificar diferenças entre grupo e na verdade ele não nos diz isso. Engraçado dizer isso mas muito das evidências científicas que usamos como base atualmente são formuladas sob um grande erro de interpretação estatística. Hoje se procurarem nos blogs e publicações na Science e Nature veremos uma grande discussão sobre os cuidados para se interpretar o valor P. Em março desse ano a American Statistic Association publicou um posicionamento sobre os cuidados sobre a utilização desse valor para tomada de decisão. Vou deixar o link aqui para quem se interessar. Abraço pessoal! https://www.amstat.org/newsroom/pressreleases/P-ValueStatement.pdf

    • Fernando Malta

      Muito legal seu comentário, Yuri! Acabou que no afã de cobrir a pauta toda, não demos atenção necessária ao P (e seus problemas). Mas fica aí o link para os ouvintes que quiserem mergulhar mais no assunto. Valeu!

    • Marcelo Rigoli

      Valeu cara!
      Realmente ficou faltando, mas talvez a gente consiga retomar o tema no futuro!

  • Tauan

    Na questão da correlação e causalidade nas vendas, acho que a loja tem sim o interesse em perceber uma causalidade, afinal, é um conhecimento a mais que pode ser usado para vender coisas. Talvez eles não tenham tempo hábil para ir tão a fundo, mas creio que se puderem saber da causalidade melhor. Sobre pesquisa eleitoral, de fato é um debate grande, mas sinceramente não acho que se deva proibir a divulgação de pesquisas para o grande público. Talvez nos últimos dias se poderia evitar, mas acho que a população tem sim o direito de saber como está o “clima” em relação aos candidatos durante a campanha. A escolha de não “perder” o voto, por mais tola que seja, também é um direito do eleitor.

    • Fernando Malta

      Concordo com ambos os seus pontos, Tauan.
      Sobre o da campanha, como coloquei no cast, discordo do Pena justamente por achar que é necessária, sim, a divulgação da eleição. O que deve mudar não é o fazer pesquisa ou não, mas sim a cultura do “votar para ganhar” do brasileiro.

      • Marcelo Rigoli

        Aqui, infelizmente, tudo é futebol.

    • Marcelo Rigoli

      Concordo, elas querem perceber a causalidade, mas isso não significa que o método utilizado para avaliar permita implicar causalidade. É uma questão metodológica mesmo.

      Sobre a divulgação ou não das pesquisas, temos apenas opiniões, infelizmente não temos dados pra saber qual realmente seria a melhor opção para tornar o processo mais democrático. Normalmente sou do time “quanto mais informação melhor”, mas nesse caso ainda tenho minhas dúvidas.

  • Tauan

    Um livro muito bom que trata de matemática para leigos e para matemáticos, e que traz muita coisa sobre como a estatística pode ser utilizada, é “O poder do pensamento matemático” de Jordan Ellenberg

    http://www.zahar.com.br/sites/default/files/arquivos/O%20poder%20do%20pensamento%20matem%C3%A1tico.pdf

    • Willian Spengler

      Outro livro muito interessante, sobre temática matemática [rimou! :)], é este aqui, que li ainda nos bancos escolares:

  • Vinicius Roggério da Rocha

    Gostaria de contribuir com um texto que escrevi sobre algumas formas que percebi de como utilizar as estatísticas para manipular opiniões, o que pode ser feito propositalmente ou sem a intenção:

    http://www.monolitonimbus.com.br/equivocos-de-estatistica/

    No final, tem um vídeo muito bom de crianças que fizeram um trabalho mostrando como as perguntas feitas antes da pergunta principal em uma pesquisa de opinião podem influenciar o resultado. Também mostra algumas dicas para validar uma estatística apresentada.

    • Fernando Malta

      EXCELENTE texto, Vinicius! Você tocou em diversos pontos citados no cast e em alguns outros a mais. Recomendadíssimo, parabéns!

  • Naelton Araujo

    uma demostração muit boa de que a estatística tem que ser usada com discenimento é o chamado Quarteto de Anscombe: https://pt.wikipedia.org/wiki/Quarteto_de_Anscombe

    todos os dados destes gráficos tem a mesma média, variança e correlação linear (alta: 0,816)

  • Naelton Araujo

    Será que vamos ter um dia um cast sobre Asimov? Eu adoraria… :-)

    • Marcelo Rigoli

      To na fila pra esse também!

  • Leonardo Lisbôa Knüppe

    qual é o site que tem as estatísticas que parecem ser correspondentes mas não tem nada a ver?

  • Naelton Araujo

    Gostei da escolha musical… não aguentava mais funk e sertanejo universitário… foi boa Gilberto Gil… https://www.vagalume.com.br/gilberto-gil/desde-que-o-samba-e-samba.html

  • jurava que ia ter no final do cast, alguem contando uma piada com voz de darth vader

    • Willian Spengler

      Ou seria de Satan Goss?

  • Ian Fernandez

    Fundação! Tomara que façam uma série decente sobre sem extrapolar Fundação e Terra …

  • Sinto medo de um tubarão se teleportar para a piscina onde estou também! Morro de medo desses bichos, tenho que ficar em piscina me distraindo com algo e nadar de olhos abertos. E NUNCA entro no mar. Fora isso, adorei esse cast fiquei sabendo de coisas que eu não percebia, como as pesquisas de intenção de voto. Parabéns! :3

  • Yukio

    Muito legal o podcast, nada como pessoas trazendo a ciência como forma de lazer. Vocês estão de parabéns pelo trabalho!
    Só fiquei com vontade de “criticar” um pouco o papo de que o brasileiro “vota para ganhar”. Isso é um pouco de balela. Não é só o brasileiro que vota para ganhar. Não sou especialista, mas com certeza conseguimos entender esse comportamento com um pouco de Teoria dos Jogos / Microeconomia. Todos sempre vamos escolher a estratégia que nos proporciona maior utilidade independente da estratégia dos outros (nesse caso com base no que acreditamos no que o outro vá fazer). Isso é como nós raciocinamos, é inevitável e não quer dizer que é ruim. Peguei essa pergunta no Quora que não é de um brasileiro e tem a ver com isso: https://www.quora.com/Does-Game-Theory-have-anything-to-say-about-a-voter-strategically-voting-for-moderates-even-if-he-or-she-considers-him-or-herself-a-liberal-or-conservative e aqui uma página do wikipedia: https://en.wikipedia.org/wiki/Tactical_voting.
    De qualquer forma, estão de parabéns! Continuem com esse excelente trabalho!

    • Fernando Malta

      Obrigado pelo comentário, Yukio. É justamente por essa lógica que discordei dos meus colegas no cast. ;-)

  • Sobre o cara que disse na leitura de comentários que dorme horas.

    As vezes não dormimos mais não por opção, mas porque simplesmente não temos tempo, eu acordo 05:30 de segunda a sexta e chego em casa 23:00, daí janto e tomo banho e já são 00:00, assim só me resta 05:30 para dormir, gostaria de dormir mais, porém com trabalho e estudos isso se torna impossível.

  • davi koscianski vidal

    O que o Tarik falou no final do cast? Eu não entendi.
    “Todos nos sugestionamos … “?

  • Morgana Nascimento

    Comentário atrasado. Nem sei se alguém vai ler, mas lá vai… hahaha

    Um livro muito legal que li que fala sobre o assunto: O Andar do Bêbado – Como o Acaso Determina Nossas Vidas, do físico Leonard Mlodinow.
    https://www.skoob.com.br/livro/37134ED40631

    • Fernando Malta

      Eu comente no episódio, Morgana! ;)
      Excelente, mesmo!

      • Morgana Nascimento

        Legal!!
        Terminei de ler o livro, lembrei do episódio e vim comentar.
        Vou ouvir de novo!!!

%d blogueiros gostam disto: