Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Constitucionalismo e Estado de Direito 2 (SciCast #419)

por em 19/02/2021 em Destaque, Podcasts, Scicast | Nenhum comentário

Constitucionalismo e Estado de Direito 2 (SciCast #419)

Esta é a segunda parte do episódio 413: Constitucionalismo e Estado de Direito

O constitucionalismo teve sua origem com o pensamento iluminista e moldou a forma como entendemos o Estado atualmente. Hoje, a Constituição é muito citada quando o governo toma alguma decisão questionável ou quando o STF vai julgar algum tema de interesse social. Contudo, a visão da Constituição nem sempre foi assim e nesse episódio vamos entender como ela chegou até o que é hoje.

 


CAMBLY

Para garantir que em 2021 você VAI aprender inglês o Portal Deviante, em parceria com a Cambly, garante pra você uma aula grátis e um desconto super especial para quando decidir comprar!

Aula de Inglês Grátis e/ou Desconto Especial no Cambly: SCICAST-VIP

Basta fazer uma conta gratuita e usar o código ;)

App do Cambly para iPhone
App do Cambly para Android


 

Patronato do SciCast:

Sua pequena contribuição ajuda o Portal Deviante a continuar divulgando Ciência!


Contatos:

Fale conosco! E não esqueça de deixar o seu comentário na postagem desse episódio!


Expediente:

Produção Geral: Tarik Fernandes e Fernando Malta

Equipe de Gravação: Tarik Fernandes, Marcelo de Matos, André Trapani, César Agenor Fernandes da Silva, Livia Nádia da Costa Leite, Marcos Sorrilha, Willian Spengler, Fernando Malta

Edição: TalknCast

Citação ABNT: Scicast #419: História do Estado de Direito 2. Locução: Tarik Fernandes, Marcelo de Matos, André Trapani, César Agenor Fernandes da Silva, Livia Nádia da Costa Leite, Marcos Sorrilha, Willian Spengler, Fernando Malta. [S.l.] Portal Deviante, 19/02/2021. Podcast. Disponível em: https://www.deviante.com.br/podcasts/scicast-420/

Imagem de Capa: Jânio Garcia (Portfólio • Instagram)


Referências e Indicações

Sugestões de literatura:

  • ALEXY, Robert. Teoria dos Direitos Fundamentais. Tradução de Virgílio Afonso da Silva. 2. ed. São Paulo: Malheiros, 2011.
  • BECCARIA, Cesare Bonesana, Marchesi di. Dos delitos e das penas. Tradução de J. Cretella Jr. e Agnes Cretella. 2. ed. rev. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1999.
  • BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. Tradução e notas de Márcio Pugliesi, Edson Bini, Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, 1995.
  • BONAVIDES, Paulo. Curso de direito constitucional. 26. ed. atual. São Paulo: Malheiros, 2011
  • CORWIN, Edward Samuel. Marbury v. Madison and the doctrine of judicial review. Michigan Law Review, Ann Arbor, v. 12, n. 7, p. 538-578, 1914.
  • HESSE, Konrad. Escritos de derecho constitucional (selección). Madrid: Centro de Estudios Constitucionales, 1983.
  • LOEWENSTEIN, Karl. Teoría de la constitución. 2. ed. Tradução de Alfredo Gallego Anabitarte. Barcelona: Ariel, 1976.
  • SARLET, Ingo Wolfgang; MARINONI, Luiz Guilherme; MITIDIERO, Daniel. Curso de direito constitucional. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.
  • SILVA, José Afonso da. O Estado Democrático de Direito. Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, v. 173, p. 15–34, jul./set. 1988.
  • SILVA, Virgílio Afonso da. A constitucionalização do direito: os direitos fundamentais nas relações entre particulares. São Paulo: Malheiros, 2005.
  • SILVA, Virgílio Afonso da. O STF e o controle de constitucionalidade: deliberação, diálogo e razão pública. Revista de direito administrativo, Rio de Janeiro, v. 250, p. 197–227, jan. 2009.
  • SIEYÉS,Emmanuel Joseph. A constituinte burguesa. 6. ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastos Editora, 2014.
  • STRECK, Lênio Luiz; MORAES, José Luis Bolzan de. Ciência Política e Teoria Geral do Estado. 8. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2014.

 

Sugestões de links:

Modo Noturno