Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Resenha: Uma Terra Prometida – Barack Obama

por em 17/06/2021 em Ciência, Notícias | Nenhum comentário

Resenha: Uma Terra Prometida – Barack Obama

Uma prática bastante comum é que os presidentes norte americanos lancem livros de memórias sobre suas vidas e suas gestões. No ano de 2020, foi lançado o livro de memórias do Ex Presidente Barack Obama, que teve dois mandatos no cargo de chefe de estado dos EUA, publicado no Brasil pela Companhia das Letras.

Obama por si só é um fenômeno, que em partes é explicado em seu livro, como uma grande onda que surgiu de forma pequena mas arraigando apoiadores virou um tsunami de popularidade no mundo inteiro. Ele está em presente em todos os serviços de streaming, com entrevistas, documentários e outros conteúdos que falam sobre a sua trajetória.

Sendo ele um dos comandantes da nação mais rica do mundo, e que exerce seu poder e controle sobre a política internacional em diversos países, de forma bastante agressiva e constante, certamente podemos esperar boas histórias.

O livro, com cerca de 700 páginas, pode assustar leitores menos contumazes, porém a leitura é fluida e instigante, e muitas vezes quando um capítulo termina, se tem a vontade de continuar a leitura ininterruptamente.

Mesmo que o livro em alguns momentos, passe por narrativas que beiram a autoindulgência e a propaganda, podemos presenciar a atuação de um importante líder, em grandes momentos da história.

Não podemos deixar de acompanhar com certo nervosismo a atuação do presidente em crises internacionais e também em momentos históricos, como a captura e execução do terrorista Osama Bin Laden.

O ex presidente Obama relata sua vida simples no Havaí, e também sua relação com a sua mãe e sua avó, dando um panorama da sua criação, e também da formação de suas convicções e preceitos morais, fazendo um paralelo com a sua campanha de eleição para presidente.

O texto, nos ajuda a relembrar como o mundo era nessa época, relatando a preocupante crise imobiliária que acometia os estados unidos e as questões inerentes as guerras perpetradas pelo comando militar da América do Norte.

Apresenta ainda, as grandes contradições admitidas pelo próprio autor, que em um momento era laureado com o prêmio Nobel da paz, sendo que na mesma semana enviava dezenas de milhares de jovens estadunidenses para campos de batalha ao redor do mundo, arriscando as suas vidas e fazendo parte de conflitos perigosos que foram iniciados em outras gestões do governo.

Outro fator que chama bastante atenção, foi a surpresa de Obama com os desafios do governo federal, e o nível de estresse e responsabilidade que era atribuído a ele, com diversas reflexões sobre as consequências de seus atos a milhares de vidas, também refletindo sobre pronunciamentos ou mesmo quando deveria se omitir e não falar sobre determinados temas.

Essa constante preocupação permeia todo o mandato do ex presidente, que frequentemente coloca os questionamentos em seu livro, tornando público as suas aflições e dívidas.

Uma passagem especialmente curiosa, é a grande crise ambiental que ocorreu no oceano, onde uma sonda da empresa BP, em uma perfuração de petróleo que saiu errado, despejou toneladas do líquido preto e viscoso na água a cerca de 80 quilômetros do território norte americano.

Nas palavras do próprio Obama “De repente estávamos diante da perspectiva do pior desastre ambiental da história dos Estados Unidos” que reafirmou a luta como chefe de estado em encontrar meios de diminuir a dependência da nação de uso dos combustíveis fósseis.

No livro, o ex presidente, em diversos momentos parece não apenas estar conversando com os leitores, mas sim consigo mesmo e realizando analises sobre as coisas que aconteceram no seu passado, e também qual será o legado deixado pela administração. Esse sentimento de preocupação e responsabilidade permeia toda a obra, demonstrando existir um cuidado e um receio de como a sociedade avaliaria os seus feitos no futuro.

Feito para ser o inicio de uma trilogia, o livro conta com passagens marcantes, e vale a pena ser lido por amantes de histórias e narrativas modernas sobre a construção da nossa sociedade e da democracia, mostrando os meandros da política e das relações internacionais.

Resta também deixar o convite para a leitura da obra “Minha História” de Michelle Obama, que faz um paralelo no que é escrito em “Uma Terra Prometida” mostrando uma outra versão, vista por outros olhos e de uma perspectiva diferente, que em breve também contará com uma resenha aqui no portal Deviante.

Modo Noturno