Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Apesar do mimimi internacional, Coreia do Norte lança satélite

por em 11/02/2016 em Notícias | 2 comentários

Apesar do mimimi internacional, Coreia do Norte lança satélite

Ao contrário do programa espacial Brasileiro, a Coreia do Norte lançou com sucesso o seu foguete de longo alcance para colocar em órbita polar seu satélite de observação e gerou uma onda de mimimi protestos da comunidade internacional, provocou uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU.

Conforme anunciado, dia 02/02/2016, os norte-coreanos lançaram o satélite de observação terrestre Kwangmyongsong-4 ou em bom português “Estrela brilhante 4”, que é mais um a brilhar na constelação de satélites que orbitam a terra. Ele entrou em órbita 10 minutos após o lançamento que ocorreu dia 07/02/2016 às 00:30 UTC, do centro espacial de Sohae na província de Phyongan do Norte.

Kim Jong-un

Kim Jong-un

Este é o segundo lançamento bem sucedido de um satélite. Em 2012, a Coreia do Norte já tinha colocado em órbita seu primeiro satélite.

O vice-diretor do Ministério das Forças Armadas, Yoon Dong Hyun, num discurso com tom desafiador, prometeu que a Coreia do Norte continuaria a desenvolver tecnologia aeroespacial mesmo com as sanções internacionais. Os esforços dos outros países em bloquear tal avanço foram “nada mais do que um filhote de cachorro latindo para a lua”, disse o vice-diretor. Já outras autoridades mantiveram o discurso que o lançamento era para fins pacíficos, mas isso só o futuro dirá.

Câmera no foguete Kwangmyongsong-4

Câmera no foguete Kwangmyongsong-4

Países como Japão e Coreia do Sul condenaram o lançamento. Os Estados Unidos pediram uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, que ocorreu domingo em Nova York às 14 horas (horário de Brasília).

Cerca de 270 pedaços de detritos foram recuperados pela Coreia do Sul, acredita-se ter vindo do lançamento deste domingo conforme um funcionário do Ministério da Defesa Sul-Coreana relatou a CNN. Ao contrário de lançamentos anteriores, um dispositivo de autodestruição foi acoplado ao foguete a fim de impedir que outras nações estudem suas capacidades.

Veja o vídeo do lançamento:

Fontes: CNN e Space

Modo Noturno