Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Resposta ao “Desafio Scicast: porque a diversão tem que começar cedo” por Willian Reis

por em 10/06/2016 em Comunidade, Recadinhos | 2 comentários

Resposta ao “Desafio Scicast: porque a diversão tem que começar cedo” por Willian Reis

No dia 13.05 dedicamos a abertura do Scicast para a exposição do vencedor do Desafio Scicast: Porque a Ciência tem que começar cedo, em parceria com o Gerando Conteúdo. E foram projetos tão incríveis que não pudemos deixar de fazer menções honrosas aos outros 3 participantes, além da vencedora, a Paula com o projeto Monx. Se não ouviu sobre o projeto, está na leitura de emails do SciCast #138.

 
E além da menção, queríamos que vocês, Deviantes e Derivadas, pudessem conhecer, além do Monx, os outros projetos que nos deixaram com o coração partido por ter que escolher apenas um vencedor. Abaixo, segue o link para o projeto na íntegra e um resumo pelo autor: Willian Pablo Pereira Reis.

“Como tornar a ciência divertida para as crianças? Responder essa pergunta pra mim foi um desafio, eu não acreditei que seria suficiente uma coisa só, um experimento só, uma dinâmica apenas… Não, essa pergunta envolve mais do que isso. Para descobrir como tornar a ciência divertida para as crianças devemos considerar duas coisas, em primeiro lugar, o que é a ciência; em segundo lugar, quem são as crianças.

No meu projeto eu tratei a ciência como uma tríade que envolve um corpo de conhecimento, um conjunto de métodos e uma maneira de pensar, e acredito que não poderia fazer diferente, pois se o fizesse eu não conseguiria tornar a ciência divertida para as crianças pelo que ela realmente é, mas apenas pelo que ela pode nos proporcionar como um corpo de conhecimento.

No projeto eu tentei identificar as crianças do Brasil, nem todas as crianças daqui possuem condições para terem materiais para experimentos científicos, muitas possuem famílias que não dão atenção para a escola ou a ciência, crianças que estão distantes de uma pedagogia de qualidade. O padrão da criança brasileira deve ser considerado acima de tudo, para que não se planeje um projeto que, infelizmente, se encaixe apenas a uma minoria, devido as grandes distorções socioeconômicas do país.

Pensando nisso eu montei um estudo onde investigo as melhores estratégias para atingir pontos fundamentais no aprendizado das crianças e com isso lancei um proposta de ação em 5 passos, mas sem esquecer de em todo momento desenvolver um projeto fácil e com pouca dificuldade de ser aplicado, de tal forma que uma ampla comunidade socioeconômica possa ser atingida e que a sua aplicação possa começar de imediato, sem burocracia, sem grandes custos e ao alcance de qualquer um que se disponha a tornar a ciência divertida para as crianças. Espero que gostem.”

Projeto SciCast

 

Modo Noturno