Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

SciCast #190: Estado e Nação

por em 7 07America/Sao_Paulo abril 07America/Sao_Paulo 2017 em Ciência, Destaque, Scicast | 22 comentários

SciCast #190: Estado e Nação

Vivemos em um mundo de países e suas fronteiras, temos nacionalidades e sentimentos de pertencimento e amor à pátria, mas… de onde vem isso? Por que o primeiro Estado foi criado? Como definir a evolução história dos países como conhecemos? Qual a relação dos nacionalismos, dos Estados e da guerra? E, mais importante que tudo, será que estamos testemunhando MAIS um golpe no SciCast?!

Arte da Capa:


Publicidade:


Avisos Paroquiais:


Contato Comercial:

Quer anunciar seu produto, marca ou serviço aqui no SciCast? Entre em contato:


Redes Sociais:


Aperte o pause:


Expediente:

Produção Geral: Tarik FernandesHosts: Fernando Malta e Marcelo Guaxinim. Edição: Talk’ nCastEquipe de Pauta/Gravação: Matheus Professor BarbadoWillian Spengler e Jujuba VilelaVitrine: Ratificação do Tratado de Münster (1648), que inaugurou o moderno sistema internacional, ao acatar princípios como a soberania estatal e o Estado. Quadro de Gerard Terborch.


Material Complementar:

SciCast #136: Realeza

Sugestão de literatura:

  • AMADO, Janaína, FIGUEIREDO, Luiz C. A Formação do Império Português (1415-1580). São Paulo: Atual, 1999.
  • ANDERSON, Benedict. Comunidades Imaginadas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
  • BURCKHARDT, Jacob. O Estado como obra de arte. São Paulo: Penguin/Companhia das Letras, 2012.
  • HOBBES, Thomas. Leviatã ou Matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil. São Paulo: Martin Claret, 2014.
  • KRADER, Lawrence. A Formação do Estado. Rio de Janeiro: Zahar, 1970
  • MAGNOLI, Demétrio [org.]. História da Paz. São Paulo: Contexto, 2008.
  • MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. São Paulo: Penguin/Companhia das Letras, 2010.
  • MONTESQUIEU, Charles L. de. Do espírito das leis. São Paulo: Martin Claret, 2010.
  • POMER, Léon. O surgimento das nações. São Paulo: Atual, 1994.
  • ROUSSEAU, Jean Jacques. Do contrato social e outros escritos. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

Sugestão de vídeos:

Sugestão de filmes:

Sugestão de links:

  • Bruno Fernandes

    Empolguei. Mas é f*da, eu tô muito atrasado nos meus Podcasts. Só cheguei no Contrafactual de Joana d’Arc ontem.

    Este vai ter que furar a fila :/

    • MarceloGuaxinim

      eu não ouvi o da joana ainda =/

      • Juliana Vilela França

        To ouvindo agora… Rs

  • samyr87

    ontem ouvi o nerdcast 337 (manual do protocolo social), onde na leitura de e-mail’s tinha nada mais nada menos que o Willian Spengler, de Gaspar SC. Mandando um e-mai sobre a Revolução Americana NC336, falando sobre a formação de um novo estado nação.

  • Só queria falar que o Portal Deviante não acho que é mais a casa nova do Scicast… é só a casa mesmo…

  • Bruno Fernandes

    Tenho uma outra teoria sobre a formação do Estado. Não do Estado-Nação moderno, mas do início mais primordial do “crime organizado legitimado” que é o Estado. Exemplifico essa teoria por uma estória, que pode muito bem ser só um mito, mas ainda é uma boa metáfora.

    Diz a lenda que quando Ghengis Khan invadiu a China, pilhando e destruindo como bom exército Mongol que eram, até que um conselheiro do governante local lhe apresentou o seguinte argumento: “Oh grande Khan! Se os seus homens destruírem as nossas vilas, chacinaram o nosso povo é queimarem nossas casas, o senhor deixará essa terra levando algumas toneladas de arroz.

    Mas se nós deixar viver aqui, e nós deixar arroz suficiente para sobreviver, recolhendo uma.parte do nosso arroz na época dá colheita, o senhor receberá toneladas de arroz todos os anos.”

    Até esse momento, os mongóis eram uma sociedade tribal, se reunindo ou dispersando de acordo com a força e carisma de um líder. Ao subjugar uma população de trabalhadores para lhe pagar tributos sem lutar, os Mongóis se tornam a aristocracia de um novo Estado.

    Acho que isso coaduna com a teoria de que o Estado existe em função das guerra. Provavelmente nós não percebemos mais essa natureza beligerante do Estado porque o modelo de Estado nacional já se espalhou por todos os territórios do mundo. Não há mais para onde os Estados crescerem. A única forma de novos Estados nascerem é pela independência, não mais conquista

  • Matheus Pereira Furlan

    por favor, leiam no proximo republica deviante:
    olha o trexo do fencas falando em 3:58 e 59 (só esses 2 segundos mesmo, ele falando o pin (pain) de pint of science).
    ta muito engraçado, eu peguei esse trecho e coloquei em loop por uns 5 min até perder a graça (se n for engraçado pra vcs, então eu q fico rindo de qualquer som estranho, como boom das commodities)

  • Matheus Pereira Furlan

    o anticast 229 fala sobre isso, mas eles começam antes (beeeem antes) e acabam antes de vcs tb. enfim, eles falam o q acontece antes do q vcs falaram.
    seria como se esse fosse um complemento pra esse anticast (visto e este ep tem 2h e meia de duração)

  • Gui Castro

    Olha o golpe.
    Nada mais claro que a Jujuba quer dominar o mundo. Começando pelo Deviant, depois a internet.
    Essa senama foi inteira dela.
    Hip Fencas.

  • Felipe Daniel Altschuller Cara

    Muito bom podcast. Mas só para lembrar que o Voltaire morreu 14 anos antes da revolução francesa. Então seria impossível dele falar sobre a cor do sangue do rei Luís 14.

    • Luis 16, e sim, Voltaire viveu uns 14 anos antes de Luis 16

      • Felipe Daniel Altschuller Cara

        Mas no programa foi situado que volteire, tocou no sangue de Luis 16 e falou que era vermelho como de todos. Por isso meu comentário.
        Só um errinho bobo. De resto foi fantástico o programa.

    • Fernando Malta

      Erro meu, Felipe. Era Robespierre. Notei o erro quando tava revisando o episódio, mas me empolguei tanto com a história que foi. =P

      • Felipe Daniel Altschuller Cara

        Fica tranquilo que o episódio foi nota 10! Adoro os programas sobre História. Se precisar de alguém que fale sobre Israel e Palestina é só me chamar. Vivo em Israel tem mts anos. Um abraço e shalom.

  • Darley Santos

    Obrigado por mais esse pra lá de informativo cast!
    Paz de Vestfália (1648) = Estado moderno, sistema internacional, soberania estatal;
    Estado-corpo, nação-alma;
    A Marselhesa(1792)/Revolução Francesa(1789-1799) = modelo revolucionário;
    Paz duradoura = equilíbrio de poder.

  • tarcisio

    Qual é o site do evento que vcs anunaiaram no começo do episódio?

  • Que cast foda. Verdadeira aula de história da melhor forma do Scicast, sempre bem humorada, informativa e divertida.

    Rafael F. Camarda
    Podcaster no > http://www.geekslab.com.br

  • Victor Hugo

    Vou deixar um hino bom aqui: https://www.letras.mus.br/hinos/588176/

  • Naelton Araujo

    o Marcelo tava fazendo referência a LOST gente… John Locke, Danielle Rousseau, Benjamin “Ben” Linus…https://pt.wikipedia.org/wiki/Lost_(s%C3%A9rie_de_televis%C3%A3o)#Elenco_e_personagens

  • Naelton Araujo

    de onde tiraram aquela vírgula sonora sobre ter q ter governo francês no outro dia…?

  • Fábio André

    Ouvi o cast jogando EU4 com meu Japão Colonial enquanto lutava pelo lado protestante da guerra dos 30 anos, olha a coincidência.