Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Scicast #26: Genoma

por em sex 25America/Sao_Paulo abr 25America/Sao_Paulo 2014 em Destaque, Scicast | 3 comentários

Scicast #26: Genoma

No episódio desta semana adentramos o incrível universo de… Nós mesmos! Penetramos fundo (ui) no código que diz exatamente como você é. Desvendamos os seus “segredos mais íntimos” e nos deslumbramos com as maravilhas de uma das descobertas mais importantes (e mais polêmicas) da ciência de todos os tempos!

O que afinal querem dizer as letrinhas A, T, C e G? Qual é a real utilidade de termos mapeado nosso código genético? Poderíamos através da engenharia genética criarmos super-humanos? Até que ponto vasculhar nosso código genético é ético? Já nascemos predispostos a desenvolvermos doenças?

Silmar, Ronaldo, Carol e Estrela contam hoje com a ajuda da convidada especial Camila Romano para dar sequência a estes e outros questionamentos. Afinal, apenas 3% nos separam dos macacos, então vamos usá-los com sabedoria.

Comentado neste episódio:

  • Estrutura do DNA: o ácido desoxirribonucleico (ADN, em português ou DNA, em inglês: deoxyribonucleic acid) é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas que coordenam o desenvolvimento e funcionamento de todos os seres vivos e alguns vírus, e que transmitem as características hereditárias de cada ser vivo.
  • Como funciona o DNA: descrição mais sucinta e bastante ilustrada sobre a estrutura e funcionamento do DNA.
  • Projeto Genoma Humano (cuidado, PDF): iniciado em 1990 pelo Departamento de Energia do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, e concluído em 2003, foi responsável por iniciar o sequenciamento do DNA humano, e possuía entre suas metas identificar e sequenciar todos os genes da espécie humana.
  • Diferença entre doenças hereditárias e genéticas
  • Craig Venter publica seu próprio genoma
  • Métodos de Sequenciamento do DNA:
    • Método Tradicional: animação em 3D explicando a técnica desenvolvida na década de 70 pelo ganhador do Nobel, Frederick Sanger, e que atualmente é utilizada para sequenciar somente trechos de DNA;
    • Sequenciamento em Profundidade: método moderno que permite gerar gigabites de informação em uma única corrida, capaz de sequenciar o genoma humano em apenas uma reação de sequenciamento, usando uma plataforma chamada Illumina por exemplo

 

Cinema

  • Entendendo o Genoma e a Produção de Proteínas: breve animação que explica desde os cromossomos até o DNA e como funciona a produção de proteínas. Demonstra também, em escala, o diminuto tamanho dessas moléculas.
  • A década do Genoma Humano (BBC, 2010): o anúncio do primeiro rascunho do genoma humano foi visto como uma das maiores conquistas científicas da medicina.  Após 10 anos, o documentário da Horizon em parceria com a BBC, acompanha a vida de três pessoas, cada uma com uma doença genética, e as leva a alguns dos laboratórios líderes da Grã-Bretanha para descobrir o que o sequenciamento do genoma humano tem feito por elas.
  • Animação para ter noção do tamanho do genoma: essa animação explica como foi sequenciado o genoma e o que foi preciso reparar, além de demonstrar qual seria o tamanho se todos os 3,2 bilhões de nucleotídeos fossem escritos em uma folha de papel.
  • Gattaca – Experiência Genética: o filme aborda as preocupações sobre as tecnologias reprodutivas que facilitam a eugenia e as possíveis consequências de tais desenvolvimentos tecnológicos para a sociedade, em um futuro no qual os seres humanos são criados geneticamente em laboratórios, e as pessoas concebidas biologicamente são consideradas “inválidas”. Vincent Freeman (Ethan Hawke), um “inválido”, consegue um lugar de destaque em uma corporação, escondendo sua verdadeira origem.
  • O Óleo de Lorenzo (Lorenzo’s Oil, 1992): Filme baseado em fatos reais. Um garoto de 6 anos foi diagnosticado com adrenoleucodistrofia (ADL), uma doença rara que provoca uma incurável degeneração no cérebro, levando o paciente à morte em no máximo dois anos. Essa doença só acontecem em garotos que recebem o gene da mãe. Os pais do menino ficam frustrados com o fracasso dos médicos e a falta de medicamento para uma doença desta natureza. Assim, começam a estudar e a pesquisar sozinhos, na esperança de descobrir algo que possa deter o avanço da doença.

 

Literatura

  • Esta Árvore Dourada que Supomos (Neil Lopes): misto de ficção com história, o romance aborda a mistura de raças tipicamente brasileira, concentrando a narrativa na investigação sobre a herança genética da família. O filho mais novo do casal, Marcelinho, é portador de anemia falciforme, doença que atinge majoritariamente indivíduos afrodescendentes. A responsabilidade pela doença repousa sobre Vagner, que é discriminado pelo sogro, orgulhoso da sua origem europeia. Paradoxalmente, a provável cura do menino está sendo estudada por um médico ganense.
  • Decifrando o Genoma – A corrida para desvendar o DNA humano (Kevin Davies): O livro traça a rota científica e os jogos políticos e econômicos do maior empreendimento já feito na área das ciências biológicas: o seqüenciamento do DNA humano. Kevin Davies acompanhou a história dos personagens centrais Francis Collins e J. Craig Venter, ao longo de dez anos, semana após semana, e apresenta aqui um relato rico em detalhes científicos e humanos.
  • Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley, 1932): um hipotético futuro onde as pessoas são pré-condicionadas biologicamente e condicionadas psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, em uma sociedade organizada por castas. O protagonista Bernard Marx sente-se insatisfeito com o mundo onde vive, em parte porque é fisicamente diferente dos integrantes da sua casta, e decide viver numa espécie de “reserva histórica”, onde preservam-se os costumes “selvagens” do passado. Disponível também em cópia digital.
  • BIOS (Luiza Salazar): em um futuro distópico, a clínica de manipulação genética denominada Instituto construiu artificialmente um ser humano evoluído em todos os sentidos – o chamado Projeto BIOS. Assim, o homem dito convencional foi declarado como ultrapassado. A diferença entre ambas as “raças” gera uma disputa que logo se transforma em guerra.

 

Games

  • Jogos Didáticos (Centro de Estudos do Genoma Humano): jogos educacionais, simples e diversificados para serem usados em aula para fixação de conteúdo nas aulas de biologia. As opções variam bastante, desde palavras cruzadas, adivinhação através de perguntas e dicas, jogos de baralho e detetives. Destaque para o cara-a-cara da célula, onde vc faz perguntas objetivas e certeiras pra tentar descobrir qual a cara – no caso, a celula ou vírus, bactéria – que esta na mão do colega.
  • Série Hitman (2000-2012): O Agente 47, o protagonista,  é o resultado de uma experiência que visava criar o “assassino perfeito”. O DNA dele é uma mistura dos genes dos melhores assassinos. Os jogos são do gênero ação furtiva (stealth), em que o jogador pode optar por ser silencioso, usando disfarces, matando apenas os alvos e escondendo os corpos das vítimas. O jogador conta com uma variedade de armas, tendo em mãos diversas variações de pistolas, fuzis, sub-metralhadoras, bombas, venenos e anestésicos para desnortear e matar inimigos, facas e até mesmo produtos químicos. Há 5 jogos da série, sendo o mais recente o Hitman Absolution de 2012. Detalhe curioso: pelo fato de ter um cromossomo a mais, o agente 47 é completamente careca.

 

Saiba Mais

  • Onemaster

    Na chamada, houve uma referência a Rodrigo do Quarto Sinistro ?

    • Silmar

      You got me ;-)

  • Josivan Medeiros

    O que um cromossomo disse para o outro? cromossomos felizes! Gostei da convidada, temos mesmo nível de humor kkkkkkk

%d blogueiros gostam disto: