Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Scicast #104: Acesso Aberto

por em sex 09America/Sao_Paulo out 09America/Sao_Paulo 2015 em Destaque, Scicast | 33 comentários

Scicast #104: Acesso Aberto
Imagine ter que pagar para colocar coisas na SUA geladeira, imagine ter que pagar para tirar as coisas da SUA geladeira. O episódio de hoje é sobre acesso aberto (pensando bem a analogia da geladeira foi péssima, porque se deixarmos a geladeira aberta as coisas estragam… Imagine que você é um biologo com histórico duvidoso de trotes no colégio… não, esquece…). Essa semana descubra: A quem pertence o conhecimento? É justo pagar para ter acesso a artigos cientificos? Por que no Brasil isso é pouco discutido? Quem paga? Precisamos realmente nos render ao sistema? Qual relação do Atila com a Kardashian? Qual seu indice Guaxinim? E principalmente, O PIRULA ENTROU?

 

Print

 

Publicidade:

 

Links Patrocinados:

 

Contato Comercial:

 

Especial Aniversário SciCast:

 

Redes Sociais:

 

Aperte o pause:

 

Produção Geral/Edição: Silmar Geremia. Equipe: Tarik Fernandes, Marcelo Guaxinim, Felipe Reis de Souza.  Convidados Especiais: Iara Vidal e Atila IamarinoArte da Vitrine: Pablo Rigamonti.

 

Comentado no Episódio:

Portal de Publicações Científicas em Acesso Aberto lançado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia: Oasisbr

Evolução do Acesso Aberto – Breve histórico – SciELO

 

Comentado nos E-mails:

  • Willian Gonçalves

    Só de saber que o Atila está participando já sei que vai ser foda

  • Jack Sullivan

    Que felicidade!

  • Jack Sullivan

    Que alegria para minha madrugada.

  • Essa forma de pesquisa tipo “linha de produção” é algo que me chateia. E muito!

  • Respondendo ao Guaxinim:

    – Programalista: nome como popularmente é conhecido o Analista Desenvolvedor
    – IoT: Internet das Coisas (Internet of Things)

    Ajudou? :)

    • Luciano l

      Esse povo ai das “Umanas” que fez a leitura dos emails….. tsc tsc tsc (brincadeira viu!! adoro vcs!!)

      • Juliana Vilela França

        Ah vá, vcs adoram ver a gente se enrolando com os termos vai… <3 A gente se esforça pelo menos.

  • Pablo Ramón

    P { margin-bottom: 0.21cm; }

    O Grigori Perelman, que ganhou a medalha fields mas recusou o
    prêmio, publicou o trabalho sobre a conjectura de poincaré somente
    no arXive que é um dos grandes repositórios online da área de
    física e matemática. Ele disse: “If anybody is interested in
    my way of solving the problem, it’s all there [on the arXiv] – let
    them go and read about it.”.

  • Denys Parreira

    Um repositório muito bom para exatas é o arXiv.org da Biblioteca da Cornell University. Praticamente todos os pesquisadores (pelo menos de Física) publicam lá entes de enviar seus trabalhos para as garras das editoras.

  • Edward Elric

    Me deus, toda esta estrutura de divulgação do material cientifico é no mínimo insana. As editoras vendem os artigos pelo preço de livros e não pagam um centavo aos pesquisadores? E eles concordaram com isso? Pior, eles deram este poder à elas!! Depois a culpa é do capitalismo afff

    • É fácil dizer que eles deram poderes, mas explorando as soluções alternativas percebe-se que outros problemas acontecem, como revistas predatórias. Além disso, em um mar de publicações gigantesco, é um necessidade importante resolver credibilidade, relevância e importância de cada artigo, e uma maneira melhor de avaliar o pesquisador. As revistas tradicionais são uma maneira, não muio boa como foi explicado, mas é uma maneira. Se for simplesmente medir a quantia de artigos, sem a garantia da credibilidade das revistas tradicionais, você gera problemas como salami science: quando um cientistas “quabra” uma descoberta em diversos artigos pra ter mais publicações e acessos. Não adianta resolver um problema criando outro. Fica o dilema.

    • Trata-se de acúmulo e troca de capital simbólico. Tem tudo a ver com capitalismo.

      De todo modo, as universidades públicas têm um papel importante. Iniciativas recentes de implementação de indexadores por parte das universidades (como o Portal de Periódicos da USP e outros similares) reúnem as condições adequadas para minimamente enfrentar as práticas da Elsevier, Thomson Reuters e cia.

      • Edward Elric

        Capitalismo é propriedade privada e trocas voluntárias em um livre mercado. Se o mercado é altamente regulado ai já entramos em outras subcategorias.

        • O que é inerente ao capitalismo é a propriedade privada dos meios de produção, não de qualquer propriedade.

          No entanto, a propriedade intelectual tem se revelado uma característica fundamental do capitalismo contemporâneo — algo profundamente defendido pelas publicações fechadas. Não tem realmente nada a ver com capitalismo isso tudo? (embora não devamos cair na ilusão de que acesso aberto seja anticapitalista — pelo contrário, é algo completamente adaptado às regras e às necessidades do sistema)

          Finalmente: o capital não só quer como exige regulação. Capitalismo sem regulação é mero discurso ideológico, pois a única função do Estado em nossa sociedade é salvaguardar os privilégios do capital.

          Sempre digo que quando superarmos o capitalismo o Estado não será mais necessário ;)

          • Edward Elric

            “Finalmente: o capital não só quer como exige regulação. ”

            Cara, o que tu descreveu tem vários nomes, como corporativismo ou corporatocracia e significa que o estado vai dizer como eu devo aplicar meu dinheiro. Sempre quando o estado se mete em mexer na economia, coisas ruins acontecem, como a crise de 1929, 2008 e agora no Brasil.

            Sobre propriedade privada, não entendi teu ponto. Propriedade privada são os bens de uma pessoa que são dela e não podem ser tomadas sem o consentimento da mesma e não se limitam aos “meios de produção”.

  • Você sabe que um prestador de serviço ou vendedor de produto está tirando proveito de você quando faz bundles que te forçam a comprar algo que não quer.

  • Olha, tem moderação aqui agora? xD

  • Jake, the Dog

    Baixando!

  • Wilton Alves

    @marceloguaxinim, respondendo à dúvida que surgiu nos comentários, ioT é “Internet das coisas” (internet of things). Também gostei da sugestão… :)

    Poxa :( o Fabio Beneditto já havia comentado….. Enfim voltei pra editar quando vi.

    Muito bacana o Cast, mostrando um outro lado um tanto mais obscuro que passa desapercebido pra quem não é pesquisador… Em vários casts anteriores ouvimos os participantes comentarem o quanto é difícil a vida de pesquisador mas, como o foco estava nos estudos, descobertas ou outros temas mais “positivos”, acabamos muitas vezes por pensar que é apenas aquela “clássica mania de reclamar do trabalho”. Taí um outro lado que eu já imaginava que devia ser difícil, mas nunca pensei que havia na ciência pensamentos e estruturas tão retrógrada ao ponto de inviabilizar muitas descobertas…

    Valeu SciCasters!!!!

  • Ricardo Penha

    Ao meu ver a área acadêmica precisa se reinventar senão ela será engolida pela economia mundial assim como muitos governos já estão. O estado juntamente com a própria academia necessita desenvolver um novo modelo em como os artigos são publicados e explorados mas também a qualidade deles, uma vez que diversas pesquisas tem pouquíssima reprodutibilidade.

  • Hugo Andrade Braga

    Então, ficou faltando falar de Normas Técnicas tanto nacionais quanto internacionais , que continuam essa dinâmica e não sei de nada Open Source.Outro caso que vivi foi usei de tudo mas não consegui pegar um artigo japoes … não queria pagar 120 dolares um trabalho de semestre . Enfim Meu nome é Hugo A. Braga , faço Eng Civil , em Curitiba , na UFPR , estudante inventor !

  • Auridian

    Cast tenso, mas necessário.

  • makotokinomura

    Muito bom o podcast. Mas estou cansando das piadas com Humanas. Entendo que é uma piada, entendo os memes. Tenho formação em Psicologia (que, sei, tem uma definição frágil e tem um pé em cada canto, até nos mais duvidosos) e estou começando a me ofender. Imagino e espero que a intenção não seja essa, mas a piada foi contada tantas vezes no podcast que começo a duvidar se é mesmo uma piada.

    • Relaxa: é tudo invenção, cara (a física, a psicologia, a religião, a vida). Sou de humanas e adoro as piadinhas.

  • Lucas Alves

    acabei de chegar no site de vcs eu num sei nada mas gosto muito de estudar e quero fazer um doutorado em física ou em biologia nos próximos anos eu vou baixar todos os podcasts de vcs e se me for agradável, com certeza vou ajudar vcs no patreon

    • Juliana Vilela França

      Obrigada Lucas, seja bem vindo, espero que se divirta, a gente trabalha bastante pra tornar a ciência cada dia mais divertida ;)

  • luizdepra

    Olá,

    Ótimo cast como sempre. Depois desse tema mudei de ideia, vou largar a vida de programador e seguir a carreira acadêmica. Hahahahha! Brincadeira…
    Alguns colegas já responderam o que significa a sigla IoT, a mais nova modinha. Mas pra ficar mais claro, segue uma definição rápida:

    IoT é uma rede que integra dispositivos eletrônicos, sensores, softwares e aplicações, que possibilita a troca de informações, monitoramento e controle de forma remota.

    Podemos dizer que home automation é um tipo de IoT.

    • Juliana Vilela França

      Mas que parece um garçom parece, vai… XD

  • Juliana Vilela França

    Cheguei tarde demais para gravar o podcast, mas pelo menos fiz a conquista científica no Civ V, serve? =D

  • João Paulo

    Não querendo ser chato mas automaticamente sendo. A pessoa que escreve o post anda esquecendo de nossas amigas proparoxítonas. :D

    Não ouvi o Cast até hoje. :P

  • Só mais um detalhe sobre o prodígio Aaron Schwartz, ele foi co-autor do Rich Site Summary, ou RSS, ou ainda para o pessoal de outras áreas, esse ícone laranja que parece com o do status da conexão wi-fi.
    Melhor ainda, o formato que nossos clientes de podcast utilizam para saber que saiu um novo Scicast sem precisarmos ir até este precioso site para conferir com nossos F5.

  • Sahasrahla

    valeu, graças a vocês eu lembrei de cancelar o Uol do meu pai…

  • Bruno Castelo Branco Damiani

    Parabéns a vocês pessoal, conversa descontraída, séria e com fundamento, conteúdo e esclarecimento, coisas que nos faltam tanto no dia a dia e principalmente nas nossas ciências, especialmente quando se diz do retorno à sociedade não cientista, que acredito ter o direito à informação tanto quanto nós.

    Obrigado pela conversa, me esclareceu dúvidas e reforçou ideais, como publicar na PLos one. Disponibilizar para o Scielo, sempre me foi regra também.

    De uns tempos pra cá, ando muito decepcionado na academia pelas guerras das publicações, direitos de autores, roubos de informações, oportunismo cientifico e mais um monte de coisas…

    Grande abraço
    Bruno

%d blogueiros gostam disto: