Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

SciCast #218: Relatividade

por em sex 29America/Sao_Paulo set 29America/Sao_Paulo 2017 em Destaque, Scicast | 43 comentários

SciCast #218: Relatividade

Preparem seus miolos! Nosso time de física voltou! E com um tema não mais simples que os outros, porém sempre abordado com muita didática, exemplos e aprofundamento! Veja a beleza e genialidade desse mundo relativístico e se encante com a natureza.

*Este episódio, assim como tantos outros projetos vindouros, só foi possível por conta do Patronato do SciCast. Se você quiser mais episódios assim, contribua conosco!*

Arte da Capa:


Publicidade:

 


Redes Sociais:


Expediente:

Produção Geral: Tarik FernandesHosts: Fernando Malta e Marcelo GuaxinimEdição: Talk’ nCastEquipe de Pauta/Gravação: Roberto Pena, Armando Fernandes, Bruno Gallas e Felipe Queiroz  Vitrine: Jânio Garcia (Portfólio • Instagram)


Material Complementar:

 

  1. S. T. Pires, Evolução das Idéias da Física, 2a edição, Livraria da Física, 2011.
  2. Caruso e V. Oguri, Física Moderna: Origens Clássicas e Fundamentos Quânticos, 2a reimpressão, Editora Elsevier, 2006.  

The fundamentals of space-time: Part 1 – Andrew Pontzen and Tom Whyntie

The fundamentals of space-time: Part 2 – Andrew Pontzen and Tom Whyntie

  • Kiefer Kawakami

    Meus olhos brilham!!!

  • Jonathan Rocha
    • É daí que tiraram o som de mind blown da vinheta? Eu tô tentando achar o vídeo disso, mas até agora não tive êxito. #ajuda

      • Celso Rosa

        Puts, eu conhecia o gif mas não conhecia o vídeo original. Tava entendendo nada o que era aquela vinheta no pod… rs

    • João Paulo

      Esses sons me lembram meu irmão brincando de lutinha com os bonequinhos do Dragon Ball dele. kkkk

  • O escritor randômico

    Conclusão: Somos pósitrons de outro universo 😂.
    Brincadeiras a parte, não há paradoxos, pois a natureza do espaço-tempo “quebra” estes paradoxos com o retorno ao estado original da matéria. E se ela for abrupta isto é resolvido (como diria Sheldon Cooper) com “dilaceração e morte”.
    Tá tudo certo o que eu falei?
    Abraços e parabéns pelo cast!

    • Não entendi o que você quis dizer com “retorno ao estado original da matéria”. Mas gosto de “dilaceração e morte” como forma do universo resolver seus paradoxos.

  • Allan.’.

    Excelente cast….rachei quando o guaxa mandou “dois carros lado a lado a 80 km/h” kkkkk timing é tudo.
    abraços!

  • André Miola Bueno

    aquele momento q o seu coração se aquece…

    #scicastdefisica

  • Luan Muller

    Esses dias eu cheguei atrasado na aula, ai a diretora perguntou onde eu estava, e eu respondi: “”Eu nao cheguei atrasado, tempo é relativo.”

  • Celso Rosa

    Nada a ver isso que vcs falaram sobre o Flash!!! Todo mundo sabe que a Força de Aceleração o protege desses efeitos relativísticos! rs

  • Maurílio Leite
  • Ow, vcs são fodas pra caralho! õ/ Acho que esse ano é a terceira vez que vcs desbancam meu cast favorito, q dessa vez era o #210. Sensacional! To ansioso para o próximo cast dessa novela sem fim! Mais uma vez meus parabéns e muito obrigado por esse cast FODA! :D

  • Mozart Carvalho

    Ótimo cast, já tô na espera do próximo!!! Tava pensando aqui, se o flash soubesse dosar a velocidade dele abaixo e acima da luz talvez não chegasse centenas de anos depois, já que enquanto estivesse abaixo da velocidade da luz o tempo passaria devagar, e acima da velocidade da luz ele voltaria no tempo certo, chegando no exato momento que ele quisesse.

    • Bruno Gallas

      Viu? Mais um motivo pra alguém (e o Flash) aprender Física!

  • Rodrigo Braga

    Senhores, joinha pra vocês!
    Gostaria de entender se essa explicação da escada chocando-se contra a porta é a mesma explicação da barra caindo aos poucos no paradoxo desse vídeo:
    https://youtu.be/Mi0dCqnCMSs
    Abraços

    • Venozmat

      É a mesma explicação sim. A informação que não passa acima da velocidade da luz.

  • Natan Vivo

    Uma coisa que eu quebrava a cabeça pensando antigamente era porque a velocidade da luz seria o limite. O que tem de especial na luz? Porque a luz e não outra partícula sem massa? O jeito simples de entender isso é que a luz na verdade não é o limite, a luz obedece o limite imposto pelo universo. A luz foi só a coisa mais “visível”, ou “de fácil acesso” que se tinha pra medir essa velocidade, e ela ganhou a fama.

    É como uma via de 80km/h e o celta e o carro pica, os dois a 80. Podemos dizer que nada é mais rápido que o carro pica. Mas na realidade o celta também está exatamente a 80 por hora. Poderiamos ter dito igualmente que nada corre mais que um celta 2012, mas “nada corre mais que um carro pica” acabou ganhando a fama. No fundo, nada muda o fato de que o limite é imposto pela via, e se as placas fossem de 120kmh, ambos passariam dos 80 facilmente.

    Agora, um celta e um carro pica, ambos a 1c lado a lado, um olha pro outro. Do referencial de cada um, eles ficam lado a lado? =)

  • Dênison Knob

    O Flash não tinha que chegar rapidão no banco, mas ‘200’ anos mais velho?
    Ou vocês tão dizendo que quanto mais rápido (velocidade) ele se deslocar, mais ele demora pra ir do ponto A ao ponto B?

    • Natan Vivo

      Não é que ele demora mais. É que quanto mais perto você chega da velocidade da luz, mais lento o tempo corre pra você, consequentemente mais rapido o tempo corre “la fora”.

      A acelerada de flash a quase a velocidade da luz faz com que anos se passem enquanto ele so levou 1 segundo. Ele nao envelhece 200 anos, so 1 segundo. O resto do planeta que esta 200 anos a frente. Teria que estar muuuito próximo da velocidade da luz, mas é o flash ne…

      • O exemplo do flash não é muito bom porque ele precisa ser olhado pela relatividade geral, que lida com referenciais acelerados. Dependendo de quão rápida for a aceleração do flash para chegar na velocidade da luz, maior seria a diferença nos tempos. Mas ele não teria como chegar mais tarde do que alguém numa velocidade mais lenta chegaria, isso seria um contrasenso.

  • Darley Santos

    Relatividade… Eu expus meu órgãos auditivos à informação sensorial proveniente de vosso cast, digo, eu escutei o cast de vocês, e agora fico na esperança de que essa informação se sedimente e decante em algum momento… Por enquanto, não sei a rigor onde estou, muito menos a quanto tempo…

  • Arthur Accioly Pereira

    Se eu senti uma imensa necessidade de escutar esse cast umas 3 vezes mais isso significa que eu sou burro?

    “pouaaaaaaaaa” “pououaaaaaaa” “pxupuaaaaáaaa”

  • Raphael Almeida

    Excelente o cast! Realmente não ficou muuuuuito simples de entender como nos foi avisado logo de início, mas o assunto NÃO é trivial, não é intuitivo e ainda vai de encontro a física newtoniana que estamos tão acostumados (quer dizer, digo por mim e
    por aqueles que só estudam física no colégio pq foi sugado por ciências humanas). Então, dado tudo isso, vcs ainda assim conseguiram passar a mensagem. Parabéns :)

    Ps: o som do mindblowing ficou MUITO irritante como “vinheta”. Affe!!! Coitados de nós que ouvirmos cast lavando a louça hahhahaha dava nem pra tirar o fone na hora dessa p*rra

  • Luiz Almeida
  • Brenno Zanandrea

    Nobres cientistas, como no exemplo no meio do cast, a causa do “bug” temporal seria de alguém estar vendo a nave com diferença de 0.4×300000 da velocidade da luz? A luz para um observador externo estaria correndo com diferença de 0.4×300000 em relação à nave? Isso não faria com que a luz demorasse mais a chegar na nave?
    Agradeço desde já!

    • Bruno Gallas

      Oi, Brenno
      Não, a luz levaria o tempo igual ao se o observador estivesse parado, pois a velocidade dela independe do referencial. A velocidade é constante (sempre a mesma) e invariável (não varia com mudança de referencial).

      • Brenno Zanandrea

        E se o referencial fosse a própria luz, um raio de luz “vê” outro parado? E a minha pergunta se referia ao observador externo em relação à nave e ao raio de luz, a diferença de velocidade entre eles seria, ainda assim, 300 000km/s?

        • A luz sempre está a voando a C para qualquer referencial inercial. Seja um observador dentro da nave, fora da nave, ou outro raio de luz.

  • Marco Serusi

    Adorei o epidodio gente :) escutei o episódio 5 vezes mais ainda acho que vou precisar umas 3 o 4.. a minha cabeça ficou explotada 💣🎆muitas vezes, entendi muita coisas novas mais ainda no sei o que é ese negócio do carro pica 😂

    um patrono Italiano perdido na relatividade

    • Eu também não sei o que é um carro pica Marco, então estamos na mesma rs.
      Mas se eu puder te ajudar com outras dúvidas, será um prazer ;)

  • Alice De Holanda

    Nunca tinha me animado a fazer comentários nos podcasts todos que acompanho, são muitos, mas hoje eu p r e c i s o dizer que esse episódio foi incrível!!! Incrível!!! Incrível!!! Eu entendi o que vocês explicaram!! Estou em estado epifânico! Obrigada!!! Nunca a física fez parte da minha vida, porque na escola era só calculo e eu não sou capaz de calcular, e sempre sofri muito, e sempre foi muito ruim, sempre odiei a física, sempre achei tudo sem sentido, até hoje. Valeu galera!

    • É realmente uma pena que os professores não consigam despertar o interesse dos alunos nos assuntos de física. Eles tem todo um universo para explorar e ficam apenas tentando socar fórmulas prontas. É muito triste isso, acabam com a curiosidade dos alunos em desbravar o universo.

  • Aninhanc

    A viagem à marte foi a melhor explicação da relatividade que vi até agora! Fiquei de queixo caído!!
    Ah, e o podcast vai ficar salvo para ser escutado muitas outras vezes.

  • Tiago G. Rocha

    Pessoal faz piada com o cara do éter e acredita em tudo que a mecânica quântica fala, que engraçado.

    • Não existe acreditar na física. Existem diversas hipóteses, diversas teorias. As que melhor explicam a realidade sobrevivem, as que menos explicam vão sendo deixadas de lado. Mas qualquer cientista razoável sabe que a teoria não é a própria realidade. Infelizmente as pessoas as vezes se apegam tanto ao modelo que acabam esquecendo da realidade, como foi o caso de éter. Somos passíveis a essas paixões, claro, humanos.

  • Anderson Couto

    Olá pessoas, novamente PARABÉNS pela “BIG AULA”. A forma que vocês explicam a física me deixa mais apaixonado e entusiasmado a aprender mais e mais sobre esta ciência. Sou desenhista projetista e passo o dia em frente ao computador, projetando e desenhando e agradeço a vocês porque estou deixando de interagir com os colegas de trabalho para ficar “aprendendo” com o Sciscat, não me arrependo, a vida é muito curta para trocar informações sobre assuntos idiotas (o que rola aqui na sala). Parabéns e estou tentando me tornar um patrono, vou ajudar a ciência a continuar divertida e deliciosa, principalmente a Física.

  • DIOGO

    o que foi isso fodaaaaaaaaaaa ,acompanhei esse episodio colocando as formulas no caderno desenhando , pensei que ia enlouquecer

  • micHELLe

    Que podcast maravilhooooso! Já virou meu episódio favorito! <3

  • Dalton Lima

    Se o tempo está parado para a luz devido sua velocidade, ela não deveria ser onipresente?

%d blogueiros gostam disto: