Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Scicast #128: Nas ondas da fronteira final

por em sex 25America/Sao_Paulo mar 25America/Sao_Paulo 2016 em Destaque, Scicast | 24 comentários

Scicast #128: Nas ondas da fronteira final

Espaço… A fronteira final! Só que não né gente? O espaço é apenas um ponto de partida, uma grande pergunta com uma infinidade de respostas. E cada resposta uma nova pergunta, um novo caminho para a raça humana se desenvolver… Desde que entenda matemática…

Essa semana vamos falar de como a física teórica nos levou a ações práticas!

Print

Capa128

Publicidade:

Marie Curie Front

 

Contato Comercial:

Redes Sociais:

Aperte o pause:

 

Produção Geral: Tarik FernandesHosts: Fernando Malta e Marcelo GuaxinimEquipe de Gravação/Pauta: Juliana VilelaRonaldo Gogoni e Roberto Pena.  Convidados Especiais: Naelton Araújo e Sérgio Sacani.  Arte da Vitrine: Google Imagens.

 

Comentados no Episódio:

Livro A Dança do Universo – Marcelo Gleiser: o físico brasileiro Marcelo Gleiser, professor de física e astronomia do Dartmouth College e pesquisador, mostra em linguagem clara versões de diversas culturas para o mistério da Criação, até desembocar na explicação da ciência moderna para a origem do Universo.

Cosmologia –  Da origem ao fim do Universo, Módulo I – A História da cosmologia (Curso do ON)

O Primeiro Computador do Mundo: Decodificando o Mecanismo de Antikythera: Documentário do History Channel (calma, não contém aliens), que mostra um grupo de pesquisadores tentando decifrar um artefato cujos restos foram resgatados na costa da ilha grega de Antikythera, em torno de 1900. O aparelho foi datado de 100 à 150 a.C. e era capaz de indicar eventos astronômicos passados ou futuros, como a próxima lua cheia.

Texto Galileu “Siderius Nuncius” (O Mensageiro Sideral) no qual ele descrevia suas primeiras descobertas com o telescópio.

Cosmos: A Spacetime Odissey – Episódio 3 – “Quando o conhecimento venceu o medo”: fala dos primórdios da astronomia, avança para a história de Newton e Halley e termina com uma bela mensagem para as futuras gerações: “…que você sinta o mesmo encantamento de todos os que vieram antes de você e nenhum medo…”

Uma Breve História do Tempo, Stephen Hawking: Marco definitivo da literatura de divulgação científica, “Uma breve história do tempo” é relançado em edição revista e atualizada.Uma das mentes mais geniais do mundo moderno, Stephen Hawking guia o leitor na busca por respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade: Qual a origem do universo? Ele é infinito? E o tempo? Sempre existiu, ou houve um começo e haverá um fim? Existem outras dimensões além das três espaciais? E o que vai acontecer quando tudo terminar? Com ilustrações criativas e texto lúcido e bem-humorado, Hawking desvenda desde os mistérios da física de partículas até a dinâmica que movimenta centenas de milhões de galáxias por todo o universo.

Origens – Catorze Bilhões de Anos de Evolução Cósmica: Em “Origens – 14 bilhões de anos de evolução cósmica”, os autores traçam o roteiro de uma ampla jornada científica aos aspectos macro e micro do universo. Neil deGrasse Tyson e Donald Goldsmith nos conduzem tanto pelo surgimento das galáxias e da estrutura cósmica e pelo nascimento das estrelas e dos planetas quanto ao quase infinitamente microscópico começo da vida, nos ambientes da microbiologia.

Iniciando com o Big Bang, passando pelo início da vida na terra e a busca da vida extraterrestre, os autores avançam até a primeira imagem do nascimento de uma galáxia e seguem até a exploração de Marte pela sonda Spirit, sem deixar de fora eventos como a descoberta de água em uma das luas de Júpiter.

Os Sonâmbulos, Arthur Koestler: História dos altos e baixos da compreensão do mundo. Koestler conta de forma muito agradável e instigante a evolução cheia de avanços e retrocessos da compreensão que a humanidade desenvolveu sobre a natureza.

Kerbal Space Program: Em Kerbal Space Program você deve construir uma nave digna do espaço, capaz de voar com a sua tripulação ao espaço (sem matá-los no processo). À sua disposição está uma coleção de partes, que devem ser montadas para criar uma nave funcional. Cada parte tem sua própria função e afetará a forma como a nave voará (ou deixará de voar). Então aperte seus cintos, e se prepare para tentar fazer Ciência de Foguetes! O game tem diferentes modos de jogo, você pode jogar o Modo Carreira se quiser expandir e gerenciar seu próprio Centro Espacial, fazendo missões e pesquisando novas tecnologias. Ou você pode jogar o Modo Sandbox se você está só interessado em voar e descobrir o universo Kerbal sem restrições. Existe até um ponto intermediário entre esses dois, o Modo Ciência.

Universe Sandbox: Universe Sandbox é um simulador de espaço e gravidade. Nele, você pode ver os efeitos da gravidade nos objetos do universo e rodar simulações de escala do nosso Sistema Solar, várias galaxias ou outras simulações, enquanto interage e mantém controle sobre a gravidade, tempo, e outros objetos no universo (luas, planetas, asteroides, cometas, buracos negros, etc.)

Carta Celeste (Star Chart): Direcione seu dispositivo para o céu e o Carta Celeste mostrará exatamente o que você está vendo. Utilizando a bússola, GPS, acelerômetro e giroscópio do seu dispositivo, o Carta Celeste calcula – em tempo real – a localização atual de todos os planetas e estrelas visíveis, mostrando com precisão onde eles se encontram no céu noturno. Quer saber o nome daquela estrela brilhante? Direcione seu dispositivo para ela.

Scientific American Brasil – Gênios da Ciência – 05 – Esta edição especial retrata o universo de Galileu Galilei, que por meio de seus telescópios, demonstrou o movimento dos corpos celestes. E mesmo silenciado pela Igreja, jamais abriu mão de suas convicções. Os artigos desta edição fazem uma releitura da obra de Galileu de maneira realista, sem privilegiar apenas o componente experimental em detrimento do componente teórico, mostrando o interesse e os limites dos dispositivos práticos e das estruturas conceituais que inventou.

 

Scientific American Brasil – Gênios da Ciência – Ed. nº 01 – Esta edição especial aborda a vida do físico e matemático Isaac Newton. Ele inventou o cálculo, formulou as leis da mecânica, explicou a natureza da luz e propôs uma teoria universal da gravitação. Os artigos narram seu percurso intelectual dentro do contexto sócio-politico-cultural da época, revelando um Newton muito diferente da imagem estereotipada que se cristalizou com o tempo. Mostrando um homem atormentado por questões de natureza teológica, que busca conhecer os segredos da matéria apoiando-se na alquimia e na magia natural e um teimoso que se engaja em vastas controvérsias.

 

Scientific American Brasil – Gênios da Ciência – 08 – Esta edição especial traz a vida de Johannes Kepler, cujas leis sobre o movimento dos planetas transformaram a compreensão do Sistema Solar. Ele contribuiu para a evolução da ótica, do cálculo matemático e estudou as bases teóricas da música do ponto de vista científico. Os artigos relatam, além se sua vida, a tenacidade com a qual Kepler conduziu uma pesquisa profunda da verdade e sua incansável vontade de encontrar relações exatas para descrever os fenômenos naturais. Sua herança mostra um Universo que obedece a leis, exatas e provavelmente simples, que exprimem uma harmonia fundamental da Natureza.
Scientific American Brasil – História da Ciência – 03 – A edição especial “A ciência na Antiguidade” trata das origens da busca do conhecimento e das primeiras idéias científicas. Com um conteúdo que trata sobre os geômetras da Grécia Antiga os artigos explicam como a disciplina nasceu, quais eram os grandes conflitos filosóficos da época, e como foram feitas as principais descobertas da área que permanecem válidas até hoje. As matérias mostram como a escrita surgiu na Mesopotâmia, descrevem o avançado conhecimento matemático e astronômico dos povos pré-colombianos da América, exploram as grandes construções, a incrível sabedoria dos egípcios sobre o corpo humano e contam sobre o nascimento da medicina pelas mãos de Hipócrates e de Galeno.

  • Werther Krohling

    Primeiro!

    • MarceloGuaxinim

      mimimimi

      • Werther Krohling

        ???

  • samyr87

    Ondas gravitacionais que nada!!!!!.

    isso foi um pum do GALACTUS

    • FN2199

      kkkkkkkkkkk

  • Por favor, Ronaldo, não vai na onde dos otakus. Não é “RRRRades”. É HADES, com H MUDO (mesma pronúncia do grego: Ádes). Também não confundir com o suco de soja (esté se lê Adês) :P

  • Raul Mendonça Siqueira

    Se a reta na verdade é curva, o Galvão estava certo!? (mindblow) @_@

    • Fernando Malta

      Vive um drama, esse SciCast!

  • Dentro dos buracos negros, tem massa sólida em alta fusão/compressão girando em direção ao centro, seria mais ou menos como se ela tivesse se alto consumindo, quantos mais próximo do centro, mais densa ela esta.

    PS.: Tem um tique nervoso toda vez que vejo essa analogia com a curvatura do espaço como sendo uma cama elástica, sendo que seria mais fácil se fosse comparado a água de aquário… :D

  • Carlos Relva

    Eu acho que a citação narrada aos 31 minutos não é de Cícero, mas de Aristóteles.

  • Kim Neumann

    Ainda não entendi a implicância do pessoal do scicast com Interestellar…

    • Fernando Malta

      Eu adoro o filme! Mesmo!
      Mas isso não significa que eu não vá brincar com uma ou outra parte do filme, como o final-atrás-da-estante. =)

    • Santana de Herodoto

      Simples. O filme foi bem mais feito, ponto.

  • Celso

    Os fenícios estiveram no Brasil sim! Como vocês ousam questionar os Trapalhões?

    • Naelton Araujo

      ou Roberto Carlos em o Diamante Cor de Rosa…hehhehe

  • Songbird

    Existe algum lugar que poso encontrar a playlist do ep?Me emocionei sério

  • Bob

    O Cardoso saiu de vez do time?
    Ao falarem de astronomia ele deveria ser obrigação.

  • Isaac Mendonça

    – Show de bola o conteúdo!!
    – A Marte não fica do tamanho da Lua, nem no meu projeto de telescópio, comparando ver a Lua a olho nu.
    – Fica meio difícil explicar as Leis de Kepler por áudio, principalmente a segunda, não? Quem não lembra, provavelmente vai buscar.

  • Pablo Neves

    Cast fantástico! Digam, existe alguma lua que tenha uma lua própria? (Eu imagino que não, pois esse segundo satélite sofreria ação da gravidade do planeta que o primeiro orbita, mas, sei lá, tem tanta coisa bizarra nesse universo!)

    • No nosso sistema solar, que se saiba, não. Lá fora vá saber, talvez, quem sabe

      Mas a razão para não ter é justamente a força de atração do planeta. Com o tempo o satélite do satélite perde altitude e cai. Nenhum satélite artificial nosso ficou mais do que poucos anos ao redor da lua, justamente por conta disso

      • Pablo Neves

        Valeu, meu parente!

  • Cauê Nogueira

    Gostei muito dessa apostila “Cosmologia – Da origem ao fim do Universo”, por um acaso vocês teriam os links para os outros módulos dela? Obrigado e parabéns pelo excelente cast.

  • Falaram algumas coisas erradas envolvendo Copérnico, Giordano Bruno e Galileu. Gravei um podcast sobre as tretas destes, o Heliocentrismo e a Igreja Católica, e mostra bem quais foram os problemas

    http://www.alobrandalise.com/2016/02/alobrandalise-08-o-sol-no-centro-e-suas.html

  • Inoue

    Tem que trazer o Ronaldo Gogoni de volta,faz ele participar de mais cast.
    Vida longa e próspera.

%d blogueiros gostam disto: