Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Scicast #36: Drogas

por em sex 04America/Sao_Paulo jul 04America/Sao_Paulo 2014 em Destaque, Scicast | 1 comentário

Scicast #36: Drogas

Desde o início da humanidade usamos drogas, tanto sofrendo com seus efeitos quanto os aproveitando. E desde o primeiro registro do uso de ópio, em 5000 AEC, tentamos compreendê-las e lidar com elas, algumas vezes com sucesso, outras nem tanto. Por muitas delas serem criminalizadas, e oferecerem perigo para a nossa mente e corpo, este assunto geralmente é tratado com muito cuidado, e até hoje causa imensa discussão, mesmo já estando presente na sociedade humana há milhares de anos. Estamos aqui para mudar isso; teremos uma conversa aberta, científica, e cheia de piadas ótimas (é… mais ou menos).

Neste episódio, o psicólogo Alexandre Costa (Autismo Brasil e iTech Hoje) vai nos ajudar a esclarecer as questões sociais, psicológicas e biológicas sobre drogas. Temos também o nosso “mórmon” Silmar, Ronaldo “Larica”, e nossos químicos de plantão (que estavam loucos para fugirem da gravação e virarem versões baratas de Walter White): Estrela e André. Descubra a diferença entre o efeito físico e psicológico das drogas, o motivo real por trás da Revolução Francesa e como enganar o tráfico local com uma droga nada convencional.

Comentado neste episódio:

  • Toxicologia Social: estuda o efeito nocivo dos agentes químicos usados pelo homem em sua vida de sociedade, seja sob o aspecto individual, social (de relação) ou legal.
  • Modelos de Dependência:
    • Reforço Positivo: usado para experimentar sensações boas;
    • Reforço Negativo: objetiva fugir de sentimentos ruins do dia-a-dia, situações específicas, etc.
  • Tipos de Dependência:
    • Dependência Química/Física: consiste na necessidade sempre presente, a nível fisiológico, do uso de drogas, e cuja suspensão acarreta a chamada crise da “abstinência”;
    • Dependência Psicológica: em estado de dependência psíquica, o desejo de tomar outra dose ou de se aplicar, transforma-se em necessidade, que se não satisfeita leva o indivíduo a um profundo estado de angústia.
  • Lei 11.705/2008 (Lei Seca).
  • Oreo é mais viciante do que Cocaínabiscoito (ou bolacha ;) similar ao Negresco, possui capacidade de estímulo em ratos maior do que a cocaína.

Vídeo

  • Como funcionam as drogas: especial do Discovery Channel, em que quatro voluntários, cada um usuário de Cocaína, Heroína, Metanfetamina e Maconha, foram acompanhados no laboratório sobre os efeitos das drogas em quatro funções chaves da atividade humana: coordenação, estresse psicológico, foco e força física. Desvendando alguns mitos e mostrando os impactos de cada uma, o programa é narrado pelo Robin Willians.
  • 10 Drogas que você não deveria usar enquanto dirige: auto-explicativo ;).
  • Prohibition (Ken Burns): documentário em 3 partes, produzido pela PBS, sobre o conturbado período anterior à Lei Seca americana no século XIX.
  • Os Intocáveis (1987): Kevin Costner vive o incorruptível policial Eliott Ness. Na Chicago de 1930, onde vigora a Lei Seca, Ness organiza um grupo de policiais (que se denominam intocáveis) e parte para combater Al Capone (Robert De Niro) e sua quadrilha de gângsters. O filme é importante por demonstrar o que acontece quando se tenta proibir o comércio legal de entorpecentes.
  • Os Infratores (Lawless, 2012): estrelando Tom Hardy, Shia LaBeouf  e Gary Oldman, é também ambientado nos anos da Lei Seca, e acompanha a evolução de uma família de contrabandistas de bebida que comete e sofre crimes às margens da lei, e se vê ameaçada pela ganância das autoridades, que querem uma fatia do negócio.
  • Aos Treze (2003): Tracy (Evan Rachel Wood) é uma adolescente inteligente e uma aluna brilhante. Um dia ela se torna amiga de Evie (Nikki Reed), a garota mais popular da escola. Esta a apresenta ao submundo do sexo, das drogas e da mutilação, o que cria uma nova Tracy e a coloca em conflito com seus colegas, professores e, principalmente, com sua mãe (Holly Hunter).
  • Diário de Um Adolescente (1995): Jim Carrol (Leonardo Di Caprio) sonha em ser um astro do basquete, mas as pressões e angústias típicas da adolescência o levam a experimentar heroína. Viciado, é expulso do colégio e se une a um grupo de drogados descobrindo o inferno do submundo.
  • Bicho de Sete Cabeças (2001): Seu Wilson (Othon Bastos) despreza o mundo de Neto (Rodrigo Santoro) e este não suporta a presença do pai. A situação entre os dois atinge seu limite e Neto é enviado para um manicômio, onde terá que suportar as agruras de um sistema que lentamente devora suas presas.
  • Da Vinci’s Demons – Pilot (Temp. 1, Ep. 01; ): Leonardo Da Vinci faz uso de haxixe. Sua alegação é que sua mente sofre com um turbilhão de ideias e pensamentos, então, ele precisa anestesiá-la.
  • House M.D.: por causa do problema em sua perna, House acaba se viciando em Vicodin, um remédio  composto de uma combinação de paracetamol e hidrocodona, um opiáceo semi-sintético derivado de dois opiáceos naturais: codeína e tebaína.

Literatura

  • Perigo Real e Imediato (Tom Clancy, 1989): após ser promovido a diretor da CIA Jack Ryan bate de frente com a própria agência onde trabalha e o governo americano, ao discordar da validade de uma missão contra um cartel de drogas colombiano.
  • Sherlock Holmes (Sir Conan Doyle): nos livros, é mostrado como dependente de cocaína, alegando ser um estimulante que auxilia na resolução de seus casos. Na série Elementary, Sherlock é um ex-viciado que experimentou de tudo.

Games

  • As Aventuras de Biu Biu: jogo educativo desenvolvido pelo Curso de Jogos Di­gitais da Unicap, conta a história de Biu Biu e seus amigos que precisam ficar longe dos monstros de Pedra. Quanto menos tempo for utilizado em cada fase, melhor; além disso, é imprescindível ficar longe dos Senhores Cracks. A jogabilidade é à lá Pac-Man, um verdadeiro clássico dos jogos eletrônicos.
  • Desafios da Vida: também produzido pela Unicap, este jogo conta a história dos jovens João e Maria que fazem uma jornada que serve de analogia à juventude e crescimento das crianças. Os desafios surgem a cada fase, apresentando obstáculos que devem manter o jogador atento em seus objetivos. A jogabilidade lembra o famigerado Labirinto do Terror, ou seja, o jogador conduz o personagem pelo caminho procurando não tocar em nada.
  • Jogo de apanhar Drogas: partindo de uma premissa totalmente plausível (#sqn), o objetivo aqui é coletar todos os pacotes de drogas, de modo a garantir o seu suprimento de gasolina.
  • Galerians (1999, PSOne): trata-se de Survival Horror ambientado no século 26, em que um jovem chamado Rion acorda num hospital sem se lembrar quem é ou como foi parar ali. Uma mistura de Resident Evil e Akira, ele levantou muitas críticas na época pelo fato dos poderes do protagonista serem acessados ou recarregados através de drogas experimentais ingeríveis ou injetáveis. Rendeu um OVA em CGI chamado Galerians: Rion recontando a história do game e uma continuação, Galerians: Ash para PS2, ambos lançados em 2002.

Saiba Mais

  • Artigo da SUPER: abordando diversos aspectos sobre os entorpecentes, desde os efeitos no corpo humano, tratamentos contra a dependência e a indústria do narcotráfico.

 

 

  • Carlos Nani

    Dorgas Manolo, .. Dorgaaaaaaaaaaaaaaa !!! rsrsrs

%d blogueiros gostam disto: