Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Scicast #62: Ciência nos Games (DASH #53)

por em sex 02America/Sao_Paulo jan 02America/Sao_Paulo 2015 em Destaque, Scicast | 9 comentários

Scicast #62: Ciência nos Games (DASH #53)


Para aqueles que cresceram com videogames, é perfeitamente normal acreditar que uma pessoa possa soltar fogo pelas mãos, correr a velocidades inacreditáveis, ter acesso às mais improváveis dimensões ou períodos de tempo e muito mais, assim com outra geração há mais de 35 anos saiu dos cinemas crente que um homem poderia voar.

Mas assim como nos quadrinhos e filmes, muitos dos feitos realizados pelos heróis e vilões dos games não passam de desdobramentos fantasiosos ou em alguns casos, licenças poéticas travestidos de ciência. O quanto disso é possível e o quanto não passa de ficção?

 

O que são os especiais de férias do SciCast?

O SciCast sempre mimetizou uma sala de aula, mesmo que de forma caricata, e para continuar com a zoeira (e nós sabemos o que dizem sobre a zoeira) resolvemos propor a outros podcasts amigos essa mistura e intercâmbio de idéias como forma de apresentar o SciCast e a ciência a ainda mais pessoas e de trazer momentos de descontração e entretenimento aos nossos ouvintes. Afinal, estamos de férias.

 

O que é o Jogabilidade?

O Jogabilidade foi criado no final de 2011 por André Campos e Ricardo Dias para, após o fim do site NowLoading, continuarem a discutir, analisar, compartilhar e rir dessa ainda infante cultura dos vídeo games.

Somos, acima de tudo, um blog apaixonado por este universo, focado em produzir conteúdo em áudio e vídeo e que tem como missão elevar o nível da discussão sobre jogos eletrônicos no Brasil.

 

O que é o SciCast?

O SciCast nasceu da vontade de fazer um trabalho mais voltado para a divulgação científica de massa. O objetivo do podcast é levar a ciência a todas as pessoas, cientistas ou não, de forma clara e descomplicada, sem no entanto abrir mão da profundidade tanto na abordagem do tema, quanto do debate.

O projeto ganhou vida própria e cresce a cada dia no número de ouvintes e menções em todas as mídias, inclusive o portal de educação do governo federal (Portal Brasil e EBC). O reconhecimento a esse trabalho de divulgação científica se concretizou na participação do SciCast na Campus Party 2015, onde a equipe será responsável por uma palestra principal e mais 3 workshops no evento.

 

Produção e Coordenação: Silmar Geremia. Equipe de Pauta: Ronaldo Gogoni @marceloguaxinim" href="http://www.twitter.com/marceloguaxinim" target="_blank">Marcelo Guaxinim. Equipe Jogabilidade: André Campos Slash/RickEquipe SciCast: Silmar Geremia@marceloguaxinim" href="http://www.twitter.com/marceloguaxinim" target="_blank">Marcelo Guaxinim e Ronaldo Gogoni. Edição, Sonorização e Mixagem: Silmar Geremia. Foto da Vitrine: Silmar Geremia.

Diretoria:

  • Atos Ferreira Machado

    Esse Silmar não brinca em serviço mesmo. E parabéns por terem convidado a galera do Jogabilidade, eles são muito bons.

  • Uai? Cast 2 em 1?

  • FabricioVaz

    Opa, tudo bem gurizada?

    Primeira vez aqui, quero parabenizá-los pelo trabalho e agradecer por chamarem o povo jogabilideiro para este especial de férias.

    Senti que em alguns momentos tava mais para um SciCast com a participação do Jogabilidade, mas também vocês não param de falar um instante né hahahahaha

    Do andré e do Rick sou fã desde o ano dinossáurico de 2009, agora que conheci o SciCast vou ampliar meus horizontes.

    Que a Força Científica dos Games continue com todos, ;)

  • Belarmino

    Estou meio atrasado mas aí vai minha colaboração:

    Neste vídeo (infelizmente apenas em inglês) é explicado com detalhes como Columbia (cidade voadora de Bioshock-Infinite) se mantém voando, além de como seria viver nela.

    https://www.youtube.com/watch?v=E7ZWirICmG8

  • Ótimo episódio pessoal! Papo muito interessante e descontraído. Na minha opinião, o maior mistério da física dos games é o famoso pulo duplo. Acho que nem os orientais mestres em artes marciais conseguem fazer um pulo desses ehehehe. Sem contar o pulo que muda de direção no ar!

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Daniel Lopes

    Fala Galera.
    Mesmo com atraso, afinal também estou de férias.
    Sou Super fã de Mass Effect e coloco ME ao lado de Mitos da Ficção Científica de todas as mídias, ao lado de Assimov, C. Clark, Sagan e Star Trek. Enredo muito bem trabalhado, mitologia própria e cientificidade bem elaborada.

    Quando falaram da evolução das raças em Mass Effect,o fato de quase todas as raças serem humanóides, no jogo é explicado isto. Somos restos evolutivos de raças que nos antecederam num ciclo infindável de criação/evolução/destruição/renovação. A Evolução de todas as raças na Galáxia estão interligadas, somos moldados para que de acordo com a evolução cheguemos a um único ponto da Galáxia. Quando estas raças chegam neste ponto da galáxia, começa o processo de renovação da vida. Então o fato dos Seres serem humanoides é explicado e não é falta de criatividade nem preguiça dos escritores, é apenas um dos fatos do roteiro do Jogo, de sua mitologia própria.

    Eu adorei este modelo do Scicast de férias, lembra muito o antigo projeto do Jabacast, onde Podcasts gravavam o crossover e os podcasts lançavam em seus sites o podcast com edições diferentes

  • Guest

    Foi ótima ideia se juntar a outros casts! Escolheram bem os participantes pra falar de filmes e games. Escolheram muito bem mesmo!

  • Pablo Neves

    Como assim, o Uri Geller tinha telecinese? Ele era um charlatão!

  • João Marcos Silva

    Cara, os jogos que me fizeram gostar de física foi Dead Space e Dead Space 2

%d blogueiros gostam disto: