Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Miçangas #39: Legendas, Fansubs e “Eu Prefiro Filme Dublado”.

por em qua 19America/Sao_Paulo jul 19America/Sao_Paulo 2017 em Destaque, Miçangas | 21 comentários

Miçangas #39: Legendas, Fansubs e “Eu Prefiro Filme Dublado”.

Atire a primeira pedra quem nunca sentado na praia comendo um milho verde viu dois turistas conversando e ficou procurando a legenda.

Essa semana no miçangas podcast vamos falar dessa incrível arte da LEGENDAGEM!


SEJA NOSSO PADRIM AJUDE A NASCER UM MIÇANGAS SEMANAL!

Você quer Miçangas Semanal? CLIQUE AQUI e pergunte-me como!

Contato Comercial:

Escreva, mande corações e beijinhos:

Se inscreva no nosso canal no Youtube:

Não erre no Basicão:

 

Bobocas: Marcelo Guaxinim e Jujuba Vilela. Tira: Alexandre Zuchelli.

Edição, Suor e Assassinato de Piadas: Talk’ nCast.

  • Johana Taleires

    Miçangas de dorama PRECISO!!! ❤ ❤

    • Eu também!!

    • Juliana Vilela França

      Não vou decepcionar, prometo! <3 O duro vai ser falar em tão pouco tempo de todos os meus amores hahaha

  • AMO VCS!

  • Tarik Fernandes

    Adorei o tema! Engraçado que eu já conhecia o CHaannde das legendas (como Homeland, AHS, The americans…) antes do grupo de patronos do Miçangas. Sempre assisti a muitas séries, então sou muito grato ao pessoal das legendas. Os caras fazem tudo de graça, com pontualidade e qualidade. “Ah, mas hoje em dia têm os serviços de streaming legendados”. Mesmo assim, quem (como eu) assiste a séries não americanas e populares, eles são fundamentais. Você quer assistir aquela série norueguesa super não conhecida e acha a legenda bonitinha no Legendas.tv (por exemplo). Eles são flores bonitas no meio do mar de lama que é a internet.

    Sobre a tradução de nomes, eu reconheço que sou chato. Sou adepto da tradução mínima mesmo. Mas isso é porque, como o Alexandre falou, tenho familiaridade com a língua inglesa, já quem não tem é beneficiado da tradução+adaptação.

    Enfim, ótimo epi. Abração para o Alexandre (apesar de ter sido chamado de “cunhado chato” hehe)

    • O cunhado foi com amor, tarik <3

      Eu era bem chato com tradução de nomes também, só passei a aceitar e meio que defender depois de um bom tempo trabalhando com isso.

      E obrigado pelos elogios aos fansubs, fazemos com todo o carinho o/

  • Nel Adame

    Eu prefiro que tenha as duas opções legendado e dublado, assim posso escolher a que me agrade no momento.

    • Acho a melhor solução: deixa todo mundo feliz e dá trabalho pra todo mundo o/

  • Se o CHaandde me legendasse eu seria o João L.F. Prateado =/
    E o lance de tirarem a baleia do One Piece é que rola um maltrato hardcore com ela, além de ela ser meio suicida.

    • Primeiro, seu nome é incrível hahaha
      Segundo, nome só traduz se ele fizer sentido de ser traduzido (como o João das Neves) :p

      • Minha família era conhecida por trabalhar com prata na Inglaterra.

  • Matheus Andersson

    gostei bastante do assunto, eu mesmo administro uma fansub, e é bem nesse esquema mesmo haha

    • Obrigado por compartilhar seu tempo :D

      • Juliana Vilela França

        Né? E fazer isso com carinho, certamente <3

  • Olá pessoal do Miçanga tudo bem? Bom sobre este programa acho que nem tudo eu gosto de tradução, as vezes é melhor no original mesmo no caso de nomes etc. Mas foi muito bom este bate papo e até a próxima!

  • Felipe Soares

    Muito legal o tema e muito interessante saber um pouco como é produzida a legenda pra Netflix. Como vocês tocaram um pouco no tema de legenda para animes vou ter que relatar que infelizmente a prática de fansub de animes virou atualmente quase que uma competição.

    Após a chegada dos serviços de streaming, os fansubs de animes passaram a competir para ver quem lançava os episódios mais rápido e assim abocanhar os downloads do publico, isso começou a fazer com que surgissem episódios com legendas sem revisão e muitos com erros gramaticais e de sincronia das falas.

    Um outro problema foi alguns grupo de fansubs e scans incitando o publico nas redes sociais a ir contra as editoras brasileiras e os serviços de streaming quando o assunto é relacionados a tradução de termos, nomes de lugares ou de personagens. Sendo que tudo relacionado a tradução de termos e nomes feita pelas editoras nacionais são negociados entre os tradutores/editores brasileiros e a editora japonesas (com possibilidade de até o autor da obra ser consultado se for necessário).

    Sem mais delongas, parabéns pelo excelente programa e até a próxima.

    • Juliana Vilela França

      Que loucura, o submundo dos fansubs… mas sabe que eu já peguei uns erros em legendas no Netflix? (tudo bem que era de doramas obscuros que acho que só eu vejo, mas mesmo assim…) Adorei seu comentário, obrigada por participar com a gente!

  • Crhisllane Vasconcelos

    Adorei o tema.

    Acho que o conhecimento em inglês não interfere na adaptação da piada. Porque por mais que eu entenda o que ele falou, culturalmente muitas vezes não faz sentido. Então eu prefiro as adaptações na legenda.

    Com relação a tradução dos nomes, eu prefiro que não sejam traduzidos. Um problema que vi esses dias foi na própria HBO que legendou “pedra do dragão” nessa última temporada, mas na primeira a legenda mantinha o nome em inglês.

    • Que bom que gostou :D

      Quanto ao conhecimento interferir, depende do nível: A fluência em um idioma assume a capacidade de compreender referências culturais destinadas aos falantes em questão. Ou seja, uma pessoa fluente (ou beirando a fluência) compreenderia a piada, então a adaptação na legenda seria algo bastante disruptivo pra experiência dela. Ao mesmo tempo, pra uma pessoa sem conhecimento nenhum do inglês, a adaptação faria total sentido. Quanto a gigantesca porção de pessoas entre esses extremos, é sorte; parte entenderia a piada original e se incomodaria com a tradução, parte não entenderia a original e a tradução resolveria, e parte aproveitaria os dois lados :x

      Esse problema com “pedra do dragão” não é nem de tradução de nomes ou não, é de consistência mesmo. A equipe responsável deveria manter a mesma tradução para o mesmo termo durante todo o show. Devem ter uma razão muito boa pra mudar (chuto copyright, mas podem só ter ignorado as anteriores, mesmo).

      • Crhisllane Vasconcelos

        Sim, com certeza o nível vai influenciar.
        Mas eu tinha pensado naquelas referências que citam por exemplo, programas de tv, ou alguém famoso lá. Um exemplo é assistir “Um Maluco no Pedaço”, a primeira temporada é recheada de piadas com muito peso cultural. e mantiveram na dublagem algumas delas, deixando um pouco sem sentido.
        Mas com certeza, é difícil agradar a todo mundo. Vai ter extremo pra todos os lados.

  • Pablo Neves

    Haroldo Oleiro.

%d blogueiros gostam disto: