Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

MeiaLuaCast #158 – Nintendo 64

por em qui 14America/Sao_Paulo set 14America/Sao_Paulo 2017 em Games, MeiaLuaCast | 4 comentários

MeiaLuaCast #158 – Nintendo 64

Em 1993 a Silicon Graphics se aproximou da Nintendo para expandir o mercado e uso de seus chips para gráficos 3D e dessa parceria deu início o Project Reality que três anos depois se tornaria um dos grandes consoles da história dos videogames o Nintendo 64.

Apresentando gráficos 3D de alta qualidade, jogos divertidos e a possibilidade única de integrar até quatro jogadores em uma mesma partida nativamente, o console teve grande sucesso, mesmo disputando mercado com a grande sensação da 5a geração: o PlayStation.

Contando com diversos assessórios que expandiam as possibilidades das jogatinas e um controle que permitia explorar os mundos 3D utilizando um direcional analógico que suportava qualquer jogo, menos as disputas incessantes em Mario Party, os encontros entre amigos tinha diversão garantida.

André Bacchi, Guilherme Vertamatti (@GVertamatti ), Renato Sevegnani (@setsunaryu) e Rodolfo Cunha (@RodolfoMRCunha) conversam sobre as inovações do Nintendo 64, relembram seus históricos com o console e sugerem alguns jogos obscuros que devem ser jogados.

Vitrine MeiaLuaCast sobre Nintendo 64

Vitrine MeiaLuaCast sobre Nintendo 64

Intro: Voz de Bruno Shinkou e Instrumentos de Paulo Henrique Gregio

Contato comercial:

Ajude o Meia-Lua a crescer!

  • Seja nosso padrinho através do PADRIM
  • Caso prefira, pode ajudar sendo patrono através do Patreon;

Redes sociais e canais:

  • Guilherme Mello

    Ótimo cast, obrigado por relembrarem o meu console favorito de todos os tempos, pode não ser o melhor, mas foi o que mais me marcou.

    Conheci The Legend of Zelda (uma das minhas sagas favoritas) através dele, na época joguei apenas o lendário Ocarina of Time e só fui jogar o Majora’s Mask anos depois, através de emuladores. Deixo aqui também a minha menção honrosa a Mischief Makers, um game que joguei por muito tempo e que infelizmente não teve uma sequência, aparentemente não foram muitos que tiveram contato com esse game o que pode justificar a não continuação do mesmo. Se vocês conhecerem esse game, me falem da experiência que tiveram, se não for muito incômodo.

    Só tenho a agradecer pelo cast semanal sem atraso, pois vocês me acompanham durante o meu horário de estágio e me fazem mais feliz.

    Tenham uma boa semana esquipe do MeiaLua,
    Abraço.

    • André Bacchi

      Valeu Guilherme!
      Cara, bem lembrado o Mischief Makers! Era de uma menina com cabelo verde não era? Lembro que era tipo um plataforma não era? Aluguei algumas vezes, bem legal!

  • André Miola Bueno

    Conquer Bad Fur Day é vida, é amor, é politicamente incorreto. Pular no peito gigante de um girassol e/ou numa fase de cocô são coisas bem fora da caixa. E tinha um dos multiplayer mais divertidos ever, ô saudade!

  • Junior Xavier

    Tenho o meu ainda e jogo ainda um Zelda ou 007, quando foi lançado demorou um pouco a ter o meu, mas quando veio tinha 4 controles, foi muita jogatina de galera.
    Pena que o preço dos cartuchos era um rim. Abraços

%d blogueiros gostam disto: