Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Fronteiras no Tempo #33: Inquisição

por em 29/08/2018 em Destaque, Fronteiras no Tempo, Podcasts | Nenhum comentário

Fronteiras no Tempo #33: Inquisição

A inquisição

Cuidem de esconder seus pecados, os inquisidores estão vindo! Vamos viajar pelo mundo dos séculos XVI ao XVIII, a chamada Idade Moderna, buscando entender o que era e como atuava a temida Inquisição. Uma instituição de origem medieval que fora criada para combater os movimentos, ações e pensamentos contestatórios à doutrina da Igreja Católica. Muito do que se ouve a seu respeito é baseado nas horríveis descrições de seus métodos de tortura, perseguições e execuções condenatórias. Vamos tentar entender o sentido que isso tinha para as pessoas que viviam naquela época.

Neste episódio:

Descubra o que era a Inquisição, como e porque foi criada. Entenda as mudanças na Igreja Católica a partir da Contrarreforma no século XVI. Compreenda os valores morais, a religiosidade e as diferentes noções sobre o pecado que faziam parte da mentalidade dos homens e mulheres da época. Entenda a ação da Inquisição e sua caça aos judeus e a todos aqueles que exibissem um comportamento considerado imoral, pecador, herético. Saiba porque os documentos produzidos pelos inquisidores são muito importantes para a ciência histórica e, por fim, surpreenda-se com algumas histórias retiradas destas fontes que analisamos no nosso papo.

Arte da Capa


Publicidade

Ajude nosso projeto crescer cada vez mais. Seja nossa Madrinha ou Padrinho.

www.padrim.com.br/fronteirasnotempo


Redes Sociais

TwitterFacebookYoutubeGoogle+


Contato

WhatsApp: 13 99204-0533

E-mail: [email protected]


Expediente

Produção Geral e HostsC. A BerabaRecordar é ViverWillian SpenglerVitrine:  Augusto CarvalhoEdiçãoTalk’nCast


Material Complementar

Livros e Artigos

BETHENCOURT, F. História das inquisiçõesLisboa: Círculo de Leitores, 1994.

GINZBURG, C. O queijo e os vermesSão Paulo: Cia das Letras, 2006.

MOTT, L. O sexo proibidovirgens, gays e lésbicas nas garras da Inquisição. Campinas, Papirus, 1988.

MUNIZ, P. G. M. MATTOS, Y. Vigiar a ortodoxia: limites e complementaridades entre a justiça eclesiástica e a Inquisição na América Portuguesa. Revista de História (São Paulo), n. 171, pp. 287-316, jul-dez 2014. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/89014 Acesso: 17/07/2018.

NOVINSKY, A. Cristãos-novos na Bahia. São Paulo, Perspeciva, 1972.

SALVADOR, J. G. Cristão-novos, jesuítas e Inquisição. São Paulo: Pioneira, 1969.

SARAIVA, A. J. Inquisição e cristãos novos (1969). 5.ed. Lisboa, Estampa, 1974.

SCHWARTZ, S. Cada um na sua lei: tolerância religiosa e salvação no mundo atlântico ibérico. São Paulo: Cia das Letras, Bauru: Edusc, 2009.

SIQUEIRA, S. Inquisição portuguesa e sociedade colonial. São Paulo, Ática, 1978.

SOUZA, L.  de M e. O diabo e a Terra de Santa CruzSão Paulo, Cia das Letras, 1986.

VAINFAS, R. Trópico dos pecadosmoral, sexualidade e Inquisição no Brasil Colonial. 2.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteiras, 1997.

Vídeos e Filmes

INQUISIÇÃO na América Latina – Documentário do History Channel Brasil. Link: https://youtu.be/KowmeR45Krc

Trecho do Filme História do Mundo, de Mel Brooks. Inquisição Espanhola. Link: https://youtu.be/LnF1OtP2Svk

GIORDANO BRUNO, filme de Giuliano Montalde, 1972. https://www.imdb.com/title/tt0070109/?ref_=nv_sr_1


Madrinhas e Padrinhos

Alexandre Strapação Guedes Vianna, Anderson O Garcia, Andressa Marcelino Cardoso, Artur Henrique de Andrade Cornejo, Barbara Marques, Caio César Damasceno da Silva, Caio Sérgio Damasceno da Silva, Eani Marculino de Moura, Eduardo Saavedra Losada Lopes, Ettore Riter, Fabio Henrique Silveira de Medeiros, Felipe Augusto Roza, Iara Grisi Souza e Silva, Jonatas Pinto Lima,  José Carlos dos Santos, Manuel Macias, Marcos Sorrilha, Rachel Magro, Rafael Alves De Oliveira, Rafael Igino Serafim, Rafael Machado Saldanha, Raul Landim Borges, Renata Sanches, Romulo Chagas, Victor Silva de Paula, Wagner de Andrade Alves, Willian Scaquett, Willian Spengler, Yuri Morales e 2 padrinhos anônimos