Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Por que vacinar nossas crianças?

por em ter 17America/Sao_Paulo out 17America/Sao_Paulo 2017 | Nenhum comentário

Por que vacinar nossas crianças?

Desde Jenner, nossas pesquisas na área das vacinas têm se desenvolvido com muita rapidez e qualidade. Edward Jenner é conhecido como o primeiro a vacinar uma população e protegê-la com grande eficácia. Durante um surto de varíola na Inglaterra no século XVIII, Jenner observou que as vacas também apresentavam uma variante da varíola humana, chamada por ele na época de varíola bovina, pois as vacas apresentavam os mesmos tipos de pústulas que os humanos, umas feridas na pele bem chatinhas de curar. O pulo do gato foi associar que as mulheres que ordenhavam as vacas tinham as mesmas feridas, só que os sintomas de varíola não eram os mesmos relatados durante o surto, mas sim muito mais leves.

Leia mais...

Crise de Replicabilidade

por em ter 17America/Sao_Paulo out 17America/Sao_Paulo 2017 | 2 comentários

Crise de Replicabilidade

Como vimos no post anterior, o valor-p é uma das ferramentas estatísticas mais utilizadas pelos cientistas para testar e validar suas hipóteses, mas mesmo com o uso dessa ferramenta, vários estudos apontam que a grande maioria dos artigos científicos publicados são falsos, na chamada “replication crisis”. Estaria o método científico quebrado? Ainda podemos confiar na ciência?

Leia mais...

Tocando violão com os pés e aprendizado motor – entendendo a Neuroplasticidade

por em seg 16America/Sao_Paulo out 16America/Sao_Paulo 2017 | 1 comentário

Tocando violão com os pés e aprendizado motor – entendendo a Neuroplasticidade

Acredito que no decorrer de qualquer graduação são apresentadas várias definições de conceitos, até então totalmente desconhecidos por nós. Na minha graduação como Fisioterapeuta não foi diferente, e dentre tantas definições a que mais me chamou a atenção foi a da Neuroplasticidade, de forma simples pode ser explicado como: a capacidade que nosso cérebro tem de mudar e se adaptar.

Dentre todas as implicações filosóficas que esta definição nos traz, na prática a gente pode observar ao ver uma pessoa que não possui braços tocar violão com os pés ou alguém que não possui nenhum membro pintar um quadro com a boca.

Leia mais...

Aprenda o que são raios cósmicos em 3 minutos

por em qui 12America/Sao_Paulo out 12America/Sao_Paulo 2017 | 2 comentários

Aprenda o que são raios cósmicos em 3 minutos

O universo está em atividade violenta o tempo inteiro e é durante fenômenos intensos como a explosão de uma estrela gigantesca que muitas partículas são lançadas no espaço.

Apesar de levarem o nome “raios” cósmicos, são na verdade partículas com muita energia!

É bem difícil explicar tudo sobre as tais partículas de alta energia, mas você pode descobrir um pouco mais sobre elas na animação do canal Listas Extraordinárias.

Leia mais...

E o prêmio vai para…

por em ter 10America/Sao_Paulo out 10America/Sao_Paulo 2017 | Nenhum comentário

E o prêmio vai para…

 

Se você já esperava meu comentário sobre o ganhador do Nobel vai ter que esperar mais um pouquinho. Enquanto eu me preparava para falar sobre o prêmio mais reconhecido do mundo, lembrei de seu primo pobre: o Ig Nobel. Para quem não conhece, o prêmio é organizado anualmente pela revista científica Annals of Improbable Research que desde 1991 se dedica a reconhecer as pesquisas mais inusitadas em 10 categorias (física, paz, economia, anatomia, biologia, dinâmica dos fluidos, nutrição, medicina, cognição e obstetrícia).

Leia mais...

Abstrair e conquistar: a chave da computação

por em ter 10America/Sao_Paulo out 10America/Sao_Paulo 2017 | Nenhum comentário

Abstrair e conquistar: a chave da computação

 

Se, lá no fundo, o computador é só uma “máquina de calcular superpotente”, como ela pode fazer tanta coisa, em tantos lugares, com tanta gente?

Vamos começar com um exercício mental: tente se lembrar da última coisa que você viu/fez que não envolvia algum tipo de computador ou sistema digital. Ok, eu vou te dar algum tempo pra pensar. O tempo de você ler mais essa frase. E talvez essa aqui também. Pronto, conseguiu? Talvez sim, mas imagino que tenha sido uma tarefa difícil. A verdade é que, atualmente, os computadores fazem parte efetivamente da nossa vida. Seja no uso pessoal, no celular, ou ainda diretamente, no sistema do banco, de uma loja de roupas, de um restaurante ou do próprio sistema de saúde.

Leia mais...