Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Miscelânea – O Cinemático e Camaleônico Bowie

por em 9 09America/Sao_Paulo janeiro 09America/Sao_Paulo 2017 em Entretenimento, Miscelânea | 1 comentário

Miscelânea – O Cinemático e Camaleônico Bowie

Sejam bem-vindos ao Miscelânea, seu drops de cultura nerd no Portal Deviante.

E essa semana completará um ano da volta de David Bowie ao seu planeta natal. E celebrando a vida do Camaleão do Rock, no melhor estilo “remake” (também conhecido como “safadeza de quem tá com preguiça de escrever”), ressuscitarei uma antiga postagem minha do Nerdtrip, pra quem não teve a oportunidade de ler na época, listando os “Melhores Filmes de David Bowie”.

Pois é pessoal, pode surpreender mas Bowie além de ser um músico incrível, e um dos poucos corajosos o suficiente pra recusar ser sagrado cavaleiro da coroa britânica, também teve uma prolífica, porém controversa, carreira cinematográfica. Nas palavras do próprio Bowie: “Me chamam pra tantos filmes ruins. São todos rainhas raivosas, ou travestis ou marcianos”.

Mas ao contrário da opinião do próprio Bowie, ele teve passagens marcantes e personagens memoráveis no cinema, assim, o Miscelânea tem a honra de apresentar “A Lista Miscelânea dos Melhores Filmes de David Bowie”:

3° Lugar

A Última Tentação de Cristo (The Last Temptation of Christ – 1988)

Na Última Tentação de Cristo, de Martin Scorcese, Bowie interpreta Pôncio Pilatos, numa aparição curta, porém marcante, roubando a cena em seus poucos minutos de tela.

Um filme revolucionário (afinal, é chocante descobrir que Norman Osborn é Jesus), que choca ainda hoje por apresentar uma versão mais humana de Jesus e uma visão menos maniqueísta de sua história, livrando até mesmo a cara de Judas no processo. A discussão religiosa e filosófica que incita, torna este uma obra que deveria ser assistida por todos (nem que seja pra fazer certos radicais estourarem o absorvente). E se não bastasse, por ser a primeira e única representação de um Jesus feio (e bota feio nisso) da história do cinema, A Última Tentação de Cristo merece nosso 3° lugar.

2° Lugar

O Grande Truque (The Prestige – 2006)

Num filme de um dos meus diretores preferidos (Christopher Nolan), Bowie interpreta um dos meus físicos preferidos (Nikola Tesla). Precisa de mais?!

Que tal Batman vs Wolverine em um filmaço, com um elenco absurdo e uma trama cheia de reviravoltas que te surpreendem até o último segundo. Dois antigos parceiros mágicos que se tornam inimigos mortais e competem entre si pra fazer o melhor truque de todos. Qualquer coisa além disso já é spoiler dessa obra de arte, então, se não assistiu ainda, faça-o!

Sem nenhuma dúvida, esse é o melhor filme dessa lista, porém, a nostalgia bateu forte e ele caiu para a 2ª posição, porque nosso 1° lugar é…

1° Lugar

Labirinto – A Magia do Tempo (Labyrinth – 1986)

Se até agora falamos de filmes em que Bowie fazia uma curta participação, agora temos um em que ele rouba a cena por todo o filme. Como o Rei dos Duendes (Goblin King, no original) que usa calcas tão justas que fariam inveja a qualquer cantor de música sertaneja, Bowie mostra todo o seu “volumoso” (delícia!!) talento e estranheza.

Labirinto é um dos filmes que mais assisti durante a infância. Dava um desespero, e mesmo já sabendo o fim da história, sofria, torcendo pela Sarah. O cenário e principalmente os bonecos eram muito assustadores, e serviram de inspiração pra muita coisa usada anos depois em aventuras de RPG. Impossível que este filme estivesse em outra posição senão a .

Em tempo: Não quis arriscar minhas memórias maravilhosas e reassisti-lo, então, não garanto que ele passe pela “regra dos 15 anos”, não venham me xingar.

Menção Honrosa: Eu não vi, mas a filha n°5 do Silvio viu e achou incrível “O Homem que caiu na Terra”, de 1976. Se você também viu, conta como é nos comentários.

E você, o que achou desta lista? Concorda? Discorda? Esqueci algum filme incrível? Deixe suas opiniões, elogios, xingamentos e receitas de miojo nos comentários, e até semana que vem!!

  • Rodolfo da Silva Carvalho

    Assisti Labirinto no ano passado e ele passa na regra dos 15 anos facilmente. Esse filme é muito bom!