Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

República Deviante #08: Remake do Japão na CCXP

por em 27/12/2016 | 5 comentários

República Deviante #08: Remake do Japão na CCXP

Queridos ouvintes sejam bem-vindos ao oitavo República Deviante, a leitura de comentários, emails e devaneios do Portal Deviante.

Esse dia foi louco… Na antevéspera de Natal nós estávamos comprando presentes e alimentando o capitalismo? Preparando o cardápio da ceia natalina com muitas passas? Não, ouvintes, estávamos gravando uma live, afinal o Portal Deviante não tem férias (barulho de chicote — wapah!)! E não é só isso! Tá, parei. Só ia falar que tem quase o dobro do tempo mesmo. Divirtam-se e comentem!

Leia mais...

Notas Históricas #2 (Scicast #172 Especial): Tensão na Belle Époque – Bolero de Ravel

por em 25/12/2016 | 26 comentários

Notas Históricas #2 (Scicast #172 Especial): Tensão na Belle Époque – Bolero de Ravel

Uma das coisas mais esplêndidas sobre a arte é a interpretação que o seu apreciador tem sobre a obra. Diz-se que um músico, poeta, escritor, artista é dono de sua criação tão somente enquanto ela está ainda em sua cabeça (ou flutuando no mundo das ideias). A partir do momento em que a coloca no mundo, perde o controle sobre seu significado, sobre o que ele desejava, sobre sua influência e, principalmente, sobre seu impacto na sociedade. A obra de arte é um ente vivo, independente de quando ou porque foi criada.

Um exemplo intrigante que temos é o Bolero composto por Maurice Ravel em 1928. Criado originalmente para o balé da atriz russa Ida Rubinstein, o Bolero de pouco mais de 15 minutos é escrito para madeira e metais, percussão, harpa e cordas. Sua principal característica, que a tornou a obra mais famosa do compositor francês, é o crescendo de pianíssimo a fortíssimo a partir de um mesmo ritmo – batidas de tambores e percussão que ficarão inalteradas por toda a música, a despeito das “idas e vindas” dos demais instrumentos.

E a interpretação, essa benção e maldição de que sofrem os artistas, pode nos levar bem longe de uma pacífica música dançante para o balé. Muito pelo contrário. Ravel, mais um filho de seu tempo, nasceu e cresceu no perigeu da era dos impérios, em um momento de extrema mudança geopolítica no mundo. Uma época em que os exércitos europeus somente aumentavam em número e em tecnologia. Numa perigosa e crescente marcha; tal qual o ritmo de seus tambores…

É sobre este momento, que viria a marcar profundamente a história dá humanidade, que falaremos hoje. Boa jornada.

*Este episódio especial, assim como tantos outros projetos vindouros, só foi possível por conta do Patronato do SciCast. Se você quiser mais episódios assim, contribua conosco!*

Leia mais...

Scicast #171: Natal

por em 23/12/2016 | 57 comentários

Scicast #171: Natal

Então é natal e o que você fez? SÉRIO, o que você fez? Divulgou ciência? Espalhou a palavra do SciCast? E não adianta mentir, papai noel sabe o que você fez e, principalmente, sabe onde você mora!

No SciCast dessa semana vamos falar da ciência (ou nem tanto) do Natal! Qual a origem do bom velhinho? Por que ele é vermelho? Por que gastamos dinheiro em presentes bacanas para ganhar meias e cuecas de volta? E, o mais impressionante, como é que Papai Noel não esquece de ninguém?

Leia mais...

República Deviante #07: Cidades of Us na CCXP

por em 20/12/2016 | 6 comentários

República Deviante #07: Cidades of Us na CCXP

Queridos ouvintes sejam bem-vindos ao sexto República Deviante, a leitura de comentários, emails e devaneios do Portal Deviante.

A rotatividade do time nos trouxe uma linda bancada feminina (ok, tinha o Marcelo…). Discutimos comentários críticos sobre Cidades Inteligentes, indicamos séries no Contrafactual, destilamos delícia com The Last of Us e esclarecemos histórias da CCXP e camarões. Aperte o play e saiba o que rolou semana passada no Deviante.

*Este programa especial, assim como tantos outros projetos vindouros, só foi possível por conta do Patronato do SciCast. Se você quiser mais episódios assim, contribua conosco!*

Leia mais...

Contrafactual #02: E se conseguíssemos ler pensamentos?

por em 19/12/2016 | 23 comentários

Contrafactual #02: E se conseguíssemos ler pensamentos?

Há quem diga que a comunicação complexa dos seres humanos é um dos principais pontos que nos separam dos outros animais. Gestos, sons e, posteriormente, palavras e frases complexas fizeram da cultura humana o que somos hoje. Mas e se… fôssemos um passo além? E se conseguíssemos ler pensamentos das outras pessoas? Qual o impacto para nossa sociedade, para sua vida cotidiana? Tentaríamos driblar esta condição ou apenas a abraçaríamos quase ao ponto de um grande enxame?

Nesta semana, no Contrafactual.

*Este programa especial, assim como tantos outros projetos vindouros, só foi possível por conta do Patronato do SciCast. Se você quiser mais episódios assim, contribua conosco!*

Leia mais...
Modo Noturno